Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SIMplex

SIMplex

28
Set09

OBRIGADA, ATÉ JÁ!

Eduardo Graça

 

Foi um gosto e um prazer ter conhecido esta equipa que se reuniu em torno do SIMPLEX. Quer-me parecer que ainda há muita gente, mesmo alguns alcandorados nas proximidades do poder, que não entenderam a importância da blogosfera no combate político e, em geral, no exercício de uma cidadania activa. Mal deles e, ainda mais, dos chefes que lhes dêem ouvidos. Não é o caso, felizmente, de José Sócrates. Pela parte que me toca gosto de partilhar projectos que misturem gente de diversas gerações e sortidas maneiras de sentir e pensar. Foi o caso do SIMPLEX. Não cito nomes pois todas, e todos, mesmo os que não cheguei a conhecer pessoalmente, me incitaram, através do seu testemunho, a persistir no caminho da luta pela liberdade e pela democracia. Aqui vos deixo um abraço e a minha saudação fraterna. A nossa disponibilidade para, de forma voluntária, nos envolvermos na defesa de uma causa justa que, apesar de todas as dificuldades, saiu vencedora será, para todo o sempre, um gesto incompreensível para os fanáticos de todos os credos. Saímos, tal como entramos, de consciência tranquila deste projecto, como sói dizer-se, com o dever cumprido. AQUI lhes deixo uma primeira reflexão ainda pertença desta seara.  
25
Set09

Domingo, às 19 horas e picos . . .

Vera Santana

. . .  os portugueses e as portuguesas terão exercido o direito de eleger representantes para a Assembleia da República ao longo do dia e os resultados provisórios começarão a ser conhecidos.

 

Recordo a longa noite democrática, na Fundação Calouste Gulbenkian, em que eramos muito jovens e esperávamos pelos resultados do 1º sufrágio livre. Estive lá, na sala da Imprensa, onde vivi com emoção esse primeiro escrutínio.

 

Hoje, a democracia continua a passar por aqui, pela eleição de representantes, mas passa também pelo exercício diário dos poderes, dos direitos e dos deveres que cada um tem, nos locais de trabalho e nos espaços públicos. Passa pelo diálogo e pela negociação do possível, enquadrados sempre por princípios. Este novo espaço público e virtual, de liberdade de expressão - o SIMpleX -  deu-me a possibilidade de dialogar com muitas pessoas que não conheço - os/as muitos/as comentadores/as que reagiram aos "posts" -cuja disponibilidade para participar e  força para argumentar, tantas vezes no sentido inverso ao das minhas ideias, fiquei a admirar profundamente!

 

A noite de dia 27 de Setembro de 2009 será curta, muito curta, ao contrário da 1ª noite de eleições em  Portugal. Muitos de nós já não somos jovens mas a expectativa, nestas eleições, é enorme. Sejam quais forem os resultados, há muito caminho a percorrer. Quotidianamente e em diálogo.

16
Set09

Simplex

Luis Novaes Tito

SimplexSimplex pode ser muitas coisas, todas elas relacionadas com a simplificação da relação do Estado com os cidadãos.

 

Com este governo foi possível detectar inúmeros processos burocráticos desnecessários e acabar com eles, foi possível levantar inúmeras questões de resposta fácil e disponibilizar os esclarecimentos, foi possível melhorar tempos de resposta a inúmeras solicitações mais frequentes dos cidadãos e foi possível aperfeiçoar sistemas de relacionamento com a economia abreviando metas processuais, melhorando a qualidade de atendimento e simplificando procedimentos que permitem hoje realizar algumas tarefas em tempo reduzido.

 

O Simplex foi um salto na qualidade da cidadania e na modernização, eficácia e eficiência da Administração Pública, muitas das vezes através de medidas que hoje se pergunta porque nunca tinham sido implementadas no passado. Basta consultar o relatório dos 4 anos de Simplex para verificar a sua relevância, ou experimentar, por exemplo, a consulta à página do Portal do Eleitor para constatar como pode ser fácil, barata e cómoda a prestação de serviços que antes deste governo eram um calvário de burocracia.

 

Há ainda um longo caminho a percorrer, sabe-se, mas este é o caminho das boas ideias que é necessário manter.