Por Sofia Loureiro dos Santos | Sexta-feira, 11 Setembro , 2009, 22:08

 

O debate entre Paulo Portas e Francisco Louçã foi um autêntico espectáculo, a raiar o circense, com os gráficos que Paulo Portas exibe, com a rapidez e perícia de um prestidigitador.

 

Houve demagogia e populismo quanto baste mas a prestação de Paulo Portas foi de tal maneira exagerada, com a história do General sentado em frente dele e do bater de porta em porta para lutar de forma titânica pelos empregos das OGMA, e a enumeração das coisas maravilhosas que fez a favor da pobreza e dos pensionistas que quase ofuscou Francisco Louçã.

 

Este, no meio do espectáculo, deu uma nota de seriedade na discussão da política de segurança e na política de imigração.

 

Enfim, um combate de gigantes mas que, penso eu, não vai modificar muito o sentido de voto dos indecisos. Mas claro, convém ouvir os comentadores da SIC-N e da RTP-N para termos a certeza do que devemos pensar.

 

Nota: Também aqui.

 


Por Carlos Manuel Castro | Quarta-feira, 02 Setembro , 2009, 03:27

Começa hoje a maratona de debates entre os líderes dos cinco principais partidos portugueses.

 

Entendesse a líder do PPD que devia ter dois ou três debates, temáticos, com o líder do PS (afinal um dois dois irá governar o País), e esta campanha seria mais esclarecedora para os portugueses (como há quatro anos houve dois debates entre os candidatos nesta eleição que gerlamente se subentende de candidato a Primeiro-Ministro). Afinal, o que mais importa é quem queremos que governe o País.

 

Um debate, a cinco, também tem o seu sentido. Como o formado deste ano está diferente, e por nítida falta de interesse em debater e esclarecer propostas por área a área com Sócrates, Ferreira Leite associa-se ao coro de quem muito protesta e pouco propõe. Como se uma eleição legislativa fosse um concurso de protesto, no qual, a existir, o PCP já tinha ganho vários títulos desde 1974, sendo agora acompanhado pelo BE.

 

No debate de logo, José Sócrates debaterá com um Paulo Portas, que estará mais interessado em mostrar à direita que é o único candidato com programa desta área política do propriamente em debater com o líder do PS.

 

Um dos temas mais aguardados, ainda que pouco considerados pela maioria, será, naturalmente, o da Agricultura.

tags: , , , , ,

Por Carlos Manuel Castro | Segunda-feira, 31 Agosto , 2009, 02:14

O maior partido da oposição é o PPD, e aspira a governar, faz de conta que tem uma espécie de programa de Governo. O partido mais pequeno da oposição de direita, o CDS, que não tem as mesmas capacidades nem a mesma base de apoio do maior partido da direita nacional, o PPD, tem um programa. Como se percebeu do que ontem foi anunciado por Paulo Portas em Tomar.

 

Será que o PPD, que pretende liderar Portugal, e a governar só o deveria conseguir com o CDS, seguirá as linhas mestras de Paulo Portas... que tanto critica o PS, como, de certo modo, o PPD?

 

O debate entre Ferreira Leite e Paulo Portas será merecedor de atenção, uma não sabe ao certo o que propõe, o outro sabe o que não quer.

 

tags: ,

Por Carlos Manuel Castro | Domingo, 30 Agosto , 2009, 12:52

Paulo Portas apresenta o programa do CDS hoje à tarde.

 

Merece atenção o debate de propostas que se fará à direita, nomeadamente em áreas nevrálgicas como a Saúde, a Educação e a Segurança Social.

 

Em 2005, Portas, sob uma forte inspiração de Pires de Lima, procurou valorizar o privado, em detrimento do público nestes domínios.

 

Há poucos dias, Ferreira Leite apresentou as suas linhas estratégicas, que visam a privatização destes sectores. Um pouco na lógica do proposto por Paulo Portas em 2005.

 

Será que o CDS vair ser mais arrojado? Pelo menos, terá de marcar diferenças do conteúdo programático do PPD.

 

Estes programas da direita nacional revelam o óbvio: PPD e CDS não quiseram aprender com nada da crise que afectou o mundo nos últimos tempos. Tal como o PCP nada quis entender, até hoje, quanto ao porquê do fim do modelo soviético.

tags: , ,

Por João Galamba | Domingo, 23 Agosto , 2009, 12:28

Enquanto o Tomás Belchior e o Carlos Martins dizem que "substituição de importações" é coisa de país da América Latina, Paulo Portas, no seu discurso da reentré política, diz que Portugal deve proseguir uma política de...substituição de importações. Nada disto me surpreende: tanto o Rua Direita como o Jamais (mais o segundo) caracterizam-se por contradições várias entre o discursos dos apoiantes e o dos apoiados.


Por Hugo Mendes | Quinta-feira, 13 Agosto , 2009, 12:06

Se o CDS for um dia Governo num futuro próximo, por favor entreguem-lhe a pasta da Economia e da Inovação, porque as suas ideias sobre o tema da energia são verdadeiramente revolucionárias


Protocolos
comentários recentes
Ainda bem que procurei por ti na internet em geral...
A discussão sobre pagar a saúde de acordo com os r...
Espero que o José Sócrates faça um bom trabalho..
Boa tarde, gostava da vossa opinião.hoje dirigi-me...
EsclarecimentoA notícia é apenas sobre uma propost...
Venho por este meio relatar-vos uma situação que c...
Sou nova nestas andanças, da net (não em anos-57) ...
Obrigada pelos textos que nos deram a ler, a refle...
Estou de acordo com a ideia lançado por vocês impo...
Simplex , simplesmente. convido-os a visitarem o m...
já agora gostaria que observem uma iniciativa empr...
Estava a gostar deste blog...
Uma escrita muito pobre, na generalidade dos casos...
Estou numa dúvida: a oposição não foi eleita para ...
arquivos
pesquisar neste blog
 
subscrever feeds

As imagens criadas pelo autor João Coisas apenas poderão ser utilizadas em blogues sem objectivo comercial, e desde que citada a respectiva origem.