Por João Pinto e Castro | Sábado, 08 Agosto , 2009, 14:10

Fazer oposição não é fácil, principalmente quando o mundo está tão complicado e o governo não pára quieto.

A ideia do PSD era aproveitar as dificuldades do país para desmantelar a segurança social, o ensino público e o serviço nacional de saúde. Porém, com a ressaca do liberalismo interesseiro que se seguiu à crise despoletada pelo subprime, esse programa perdeu os escassos atractivos que tinha, pelo que vai ser preciso inventar outra coisa.

Ora inventar outra coisa dá muito trabalho. É preciso estudar muito, falar com entendidos, debater em profundidade, experimentar novas ideias, apresentá-las aos cidadãos, recolher as suas reacções e por aí fora.

Depois, os principais figurões do PSD estão sempre muito ocupados com negócios muito importantes, que lhes deixam pouco tempo disponível. A prova é que quase só o Pacheco Pereira tem vagar para fingir que lê livros.

Tanto empreendedorismo em larga escala deixa-lhes pouco tempo para se inteirarem dos problemas que afligem não só as piquenas e médias empresas como também os piquenos e médios cidadãos.

Sejamos compreensivos. O PSD merece uma nova oportunidade para aprender a fazer oposição.


Carax a 8 de Agosto de 2009 às 15:02
A gente até pode fazer um balanço negativo da governação PS, mas o que dizer então do balanço da oposição do PSD nestes ultimos 4 anos?? O minimo que se pode dizer é que não há memória de oposição tão pauperrima.

Merece uma oposição assim ir para o governo?

Joaquim Amado Lopes a 8 de Agosto de 2009 às 17:35
Sim, porque o que se pode concluir de tudo o que o PS tem feito nestes últimos 4 anos é que "estuda muito", "fala com entendidos", "debate em profundidade", "experimenta novas ideias" (mas só as boas), "apresenta-as aos cidadãos", "recolhe as suas reacções" e por aí fora.

Já agora, essa do Pacheco Pereira "fingir que lê livros" é elucidativa de quanto este blogue é feito por miúdos.

ruy a 8 de Agosto de 2009 às 15:25
A facilidade, a ligeireza que o primeiro-ministro e o seu séquito de seguidores mostram ao descartar responsabilidades é deveras espantosa. Apresentam-se agora, palavrosamente, como os mais puros anti-neoliberais.
Com grande despudor, lançam a maior campanha de lavagem ao cérebro dos ultimos tempos. Pretendem fazer esquecer que o governo “socialista” de Sócrates, seguindo uma política neoliberal, entregou de mão beijada ao privado o controlo de gestão que detinha ainda nos monopólios nacionais, aplicou todo o rol de medidas neoliberais, na saude, na educação, nas leis laborais e nas “reformas” da administração Publica.
Constitui um escandalo os lucros de milhões alcançados pelos monopólios nacionais num momento de crise social tão profunda quanto esta. Lucros, que vão direitinhos, naturalmente, para os bolsos dos seus accionistas.
Vivendo sem mercado, como monopólios que são, possuem como seu único objectivo a maximização do lucro. Indiferentes ao colapso do neoliberalismo, alheios à miséria que atinge já muitas famílias portuguesas, mantêm com a mesma ganância de antes os seus pressupostos de sempre. Outra coisa não seria de esperar, seguramente. Só o Estado, só o governo, poderia colocar um travão e inverter esta lógica monopolista de super lucros. Mas como pedir a um governo que tudo fez para implantar uma lógica neoliberal em toda a sua governação, que altere radicalmente as suas políticas e as suas “reformas”? Faz parte da sua filosofia a privatização e a desregulamentação da economia. Vem-se empenhando como nenhum outro, e numa acção concertada, em todas as áreas, na implantação do “modelo” neoliberal, na construção do “Portugal moderno”, na aplicação das “reformas indispensáveis” como repetidamente não se cansam de propagandear, seguindo aliás o mesmo figurino dos seus parceiros europeus, com uns anos de atraso apenas.

Protocolos
comentários recentes
Ainda bem que procurei por ti na internet em geral...
A discussão sobre pagar a saúde de acordo com os r...
Espero que o José Sócrates faça um bom trabalho..
Boa tarde, gostava da vossa opinião.hoje dirigi-me...
EsclarecimentoA notícia é apenas sobre uma propost...
Venho por este meio relatar-vos uma situação que c...
Sou nova nestas andanças, da net (não em anos-57) ...
Obrigada pelos textos que nos deram a ler, a refle...
Estou de acordo com a ideia lançado por vocês impo...
Simplex , simplesmente. convido-os a visitarem o m...
já agora gostaria que observem uma iniciativa empr...
Estava a gostar deste blog...
Uma escrita muito pobre, na generalidade dos casos...
Estou numa dúvida: a oposição não foi eleita para ...
Posts mais comentados
88 comentários
50 comentários
44 comentários
43 comentários
38 comentários
36 comentários
27 comentários
25 comentários
arquivos
pesquisar neste blog
 

As imagens criadas pelo autor João Coisas apenas poderão ser utilizadas em blogues sem objectivo comercial, e desde que citada a respectiva origem.