Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

SIMplex

SIMplex

08
Ago09

A hora que nunca muda...

Paulo Ferreira

O PCP é como um relógio avariado, apenas pode estar certo duas vezes por dia.É o que chega para este partido ancilosado que perdeu demasiadas vezes o comboio, da história e da realidade!

Perdida a 25 de Novembro de 1975 a ilusão que norteava o partido, apenas restava assegurar a sobrevivência e a subsistência, sempre como um obstáculo a qualquer solução, sempre a sabotar qualquer movimento demasiado convergente na esquerda, sem qualquer sentido de honra ou ética, sempre a tentar destruir qualquer tentativa de salto qualitativo no país, quanto pior melhor, é o lema.

 

Quando chega a altura do dia em que a hora se aproxima dos ponteiros do PCP, os seus dirigentes marcam conferências de imprensa, dão entrevistas, convocam manifestações e greves (com predilecção pelas empresas de transportes públicos), através dos seus tentáculos coordenam e mobilizam, equipam com tarjas, faixas e t'shirts e transportam em autocarros alugados ou "amigos" grande número de pessoas para todas festejarem esse evento cósmico singular em que o PCP "acerta na hora".Gritam horas a fio celebrando a hora em que o partido acertou na hora! Mal se apercebem que essa tal hora passou num minuto!

 

Perdida que foi a batalha pelo poder totalitário no país, perdida que foi a batalha pela alma dos portugueses, derrotada copiosamente a ideologia, resta cavar trincheiras e usar empresas, trabalhadores e o aparelho do Estado, ora como armas, ora como munições.

 

"Se pensas que pensas, pensas mal, quem pensa por ti é o Comité Central"

 

É isto uma alternativa de esquerda? Jamais!

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Paulo Ferreira 09.08.2009

    Por favor, eu não confundo a (muitas vezes) justa e o "sagrado" direito de em liberdade reclamar e protestar com a manipulação dessa vontade, desse direito ou até dessa necessidade por parte das estruturas ligadas ao PCP.Lamento mas não posso permitir que tape o sol com a peneira.Assisti e participei de muitas acções em que pude ver, até aprender, como se "tratam destes assuntos no PCP"...por favor não vire o tabuleiro, é intelectualmente desonesto.
    Se agora o PSD lhe agrada essa manipulação, se até o CDS com ela se regozija, se em tempos o PS beneficiou com a mesma "organização", não tenho que a aprovar nem subscrever.Discordo da montagem que se faz, da encenação que se monta e da manipulação em que se usam as reais preocupações dos trabalhadores para outros fins....útil e proveitoso era que se pensasse mesmo nos trabalhadores e nos seus postos de trabalho ou nas empresas, como a AutoEuropa, mas outros valores falam mais alto....
    São opções e métodos dos quais discordo frontalmente, julgo ser um direito que AINDA me assiste....por favor não me "venda" uma cantiga de pureza e inocência do PCP nestas "manobras", a sério!

    Cumprimentos
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.