Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

SIMplex

SIMplex

04
Ago09

Da Demagogia e do Oportunismo de certa "Verdade"...

Ana Paula Fitas

A democracia confronta-se, por vezes, com o absurdo demagógico inerente ao oportunismo. Disso são exemplo as declarações do PSD relativamente às suas próprias responsabilidades. Depois de Marques Mendes ter apresentado na AR um projecto-lei que inviabilizava a candidatura eleitoral de arguidos e que foi aprovado na "Generalidade", sucederam-se duas Direcções no seu partido, lideradas, primeiro por Luís Filipe Menezes e, depois, por Manuela Ferreira Leite e, com elas, esse mesmo projecto-lei deixou de ser matéria de interesse político. Se evitarmos a especulação sobre os factos que podem ter justificado este desinteresse do PSD na discussão de um projecto por si próprio apresentado, podemos considerar que as dificuldades técnico-jurídicas relativas à presunção de inocência (que Proença de Carvalho acaba de defender com tenacidade no 31 da Armada), associadas à não apresentação do agendar da discussão na "Especialidade" pelo partido proponente, conduziram ao adiar da discussão do problema. Como disse hoje Alfredo Barroso no Jornal da Noite da Sic Notícias, no frente-a-frente com P.Mota Pinto, indefensável é, no entanto, a atribuição de culpas ao PS pela não discussão e aprovação do projecto. De facto, atribuir a outrem a responsabilidade pelas más práticas é,

não só, eticamente reprovável, como politicamente inadmissível... e se dúvidas restavam sobre a responsabilidade do PSD nesta matéria, aí está a sua líder a afirmar que este momento (desde que deixaram de se interessar pela matéria?) não era o momento próprio para discutir essa questão, reiterando a efectiva falta de importância que o seu partido reconhece ao assunto, com a imposição (segundo as palavras repetidas pela comunicação social) de nomes de pessoas arguidas nas listas de candidatos de um dos próximos actos eleitorais. Reconhecendo-se o papel que a deontologia assume em orgãos multipartidários com as responsabilidades das comissões parlamentares, se o PS tivesse assumido a liderança do processo não andaria o PSD a reivindicar, vitimizado e indignado, que a iniciativa lhes pertencera e que o PS dela se apropriara?!...   


 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.