Por João Paulo Pedrosa | Segunda-feira, 27 Julho , 2009, 15:36

Sou da direita do PS, sem com isso deixar de ser vincadamente de esquerda.

Sou da direita do PS porque não me quero confundir com o discurso populista de que vale mais um revoltado do que um revolucionário, adoptado, por exemplo, pelo BE, que tudo promete mas nada pretende vir a cumprir.

Sou vincadamente de esquerda porque, ao contrário deles, não pretendo ser cúmplice das propostas políticas da direita.

 


jose alves a 27 de Julho de 2009 às 19:17
SER DE ESQUERDA

Hoje ser de esquerda não é partilhar os ideais do século XIX ou mesmo de meados dos século XX. Ser de esquerda é essencialmente ter uma politica dirigida às pessoas, é defender o estado social ainda que seja um estado social mínimo. Já lá vai o tempo da revolução francesa, do Maio de 68, dos socialistas da década de 60 e 70. Esses ideais de que temos saudades não voltam mais. Entrámos definitivamente na economia de mercado, numa união europeia de mercado, no comércio internacional da globalização.
Hoje ser socialista é não ser liberal. É defender as pessoas do capitalismo selvagem através de benefícios sociais, de um sistema progressivo de impostos, da redistribuição da riqueza, dum sistema nacional de saúde , do acesso à educação, à justiça e outros tendencialmente gratuitos. De facto, pela necessidade de equilíbrio das contas públicas temos visto piorar este acesso, mas não se fazendo isso, não salvando o sistema financeiro, os pobres ainda estariam mais pobres. O Código de Trabalho está a servir de panaceia à esquerda esquerdista quando tudo o que criticam já lá estava. Ficámos a saber que o Bagão Félix é da CGTP e que esta apoiava a final este código e não apoia o actual que é igual ao primeiro com a diferença de ter diminuído a precariedade . Ou acham que a lay-off foi agora inventada? ou já é permitido despedir sem justa causa?
Os esquerdistas demagogicamente quer destruir o estado social com propostas incomportáveis de despesa sem um única de receita a não ser a tributação das mais valias que é coisa que agora não existe. gente séria ao apresentar uma despesa apresenta um receita, ou pelo menos diz onde cortar na despesa. Não o fazendo são meros demagogos sem qualquer credibilidade sem qualquer intenção de governarem o país. Pena que alguns (demais) vão atrás sem perceberem o canto da sereia.

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Protocolos
comentários recentes
Ainda bem que procurei por ti na internet em geral...
A discussão sobre pagar a saúde de acordo com os r...
Espero que o José Sócrates faça um bom trabalho..
Boa tarde, gostava da vossa opinião.hoje dirigi-me...
EsclarecimentoA notícia é apenas sobre uma propost...
Venho por este meio relatar-vos uma situação que c...
Sou nova nestas andanças, da net (não em anos-57) ...
Obrigada pelos textos que nos deram a ler, a refle...
Estou de acordo com a ideia lançado por vocês impo...
Simplex , simplesmente. convido-os a visitarem o m...
já agora gostaria que observem uma iniciativa empr...
Estava a gostar deste blog...
Uma escrita muito pobre, na generalidade dos casos...
Estou numa dúvida: a oposição não foi eleita para ...
Posts mais comentados
88 comentários
50 comentários
44 comentários
43 comentários
38 comentários
36 comentários
27 comentários
25 comentários
arquivos
pesquisar neste blog
 
subscrever feeds

As imagens criadas pelo autor João Coisas apenas poderão ser utilizadas em blogues sem objectivo comercial, e desde que citada a respectiva origem.