Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

SIMplex

SIMplex

27
Jul09

Coisa feia, a inveja

André Couto

Alguma direita ingrata, como Helena Matos e Tiago Moreira Ramalho, veio ontem a terreiro vociferar críticas a António de Almeida Santos, por este, nos elogios que teceu a Hermínio da Palma Inácio, ter dito que "o Partido Socialista esteve sempre disponível para o compensar e o recompensar da forma que ele quisesse" e que Palma Inácio "nunca quis nada: nenhuma honraria, nenhum cargo, nenhuma nomeação".

Quem sente tem memória e não nega a História na forma daqueles que mais lutaram pela liberdade, pela revolução, por coisas tão simples como o sacrossanto direito que o Tiago e a Helena hoje têm de opinar, mesmo de forma infame.

Com o 25 de Abril substituíram-se os governantes depostos por uma nova geração. Assumiram as rédeas do País aqueles que mais lutaram e pugnaram pela desejada mudança, aqueles que, por feitos heróicos ou persistente resistência, decisivamente contribuíram para a ansiada Revolução. É natural e dificilmente poderia ser doutra forma.

Estranho que a supra citada direita não critique aqueles que nos seus clubes políticos se dedicam a intensas e injustificadas permutas de lugares, nomeações e honrarias. Palma Inácio deve ser a todos os títulos lembrado como exemplo. Homem de luta desinteressada, Homem que defendia os valores pelos valores, sem segundas intenções ou na forma de investimento.

Hermínio da Palma Inácio ao tempo, naquele contexto e pelo que demonstrou, merecia ocupar as mais variadas funções através de nomeação ou eleição, bem como receber múltiplas honras. O facto de tudo ter rejeitado demonstra bem o seu carácter e espírito de luta desinteressada.

O problema da direita é não possuir exemplos destes. Seria um bom começo pensarem porquê.

7 comentários

Comentar post