Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

SIMplex

SIMplex

13
Set09

The Return of the Plastic Woman

Tiago Julião Neves

Ela teve uma vida de estudo, uma vida académica, uma vida profissional, muitas conferências, muitas coisas escritas, experiência governativa... e agora voltou para nos livrar dele! 

 

 

Defensora da liberdade e da transparência (quando não aceita que lhe questionem uma certa seriedade política ou quando pede para se silenciarem incertas manifestações de camaradas espanhóis), baluarte da rectidão moral (quando reabilita Santana, incensa Jardim ou convida António Preto) esta personagem está muito além da plasticidade das palavras, do nevoeiro da dúvida e da escorregadia realidade factual.

 

Aquilo que diz e faz não importa. O que importa é aquilo que acha que disse e fez. Se há provas cabais que a desmentem, isso também não importa. Em MFL a essência não importa, ela é suprema e inatingível. O que importa é a substância cósmica, é a intuição sensível e o enlevo de sensações. MFL flui numa nuvem de sublimação ética e infinita elasticidade que lhe permitem reinventar continuamente a realidade.

 

Se MFL se exalta com a exposição pública das suas incongruências, lida mal com a insistência de jornalistas e adversários políticos, isso também não importa. MFL quer um cheque em branco devemos dar-lhe claro um destes... 

 

A proliferação de declarações contraditórias num tão curto espaço de tempo relativamente a temas tão diversos e importantes como a privatização da saúde e da educação, a importância da alta velocidade, ou as auto-estradas SCUT também não interessam. Só os medíocres é que analisam factos, os grandes políticos odeiam os espanhóis e desconfiam dos órfãos.

 

Ver aqui o debate entre José Sócrates e Manuela Ferreira Leite.

4 comentários

  • Sem imagem de perfil

    h 13.09.2009

    Tiago Julião Neves armado em Paulo Campos ????
  • Imagem de perfil

    Tiago Julião Neves 13.09.2009

    Por caridade pedagógica aqui vai:

    Tenho amigos de esquerda e de direita (desde a CDU ao CDS) e admiro pessoas das mais variadas tendências político-partidárias. A clara maioria pertencerá ao socialismo democrático e tem uma visão liberal da sociedade e dos costumes, defende a economia de mercado mas também a necessidade de regular as suas falhas e acredita num estado social robusto.

    Como não sou sectário e admiro a discussão de ideias desafiei várias pessoas (da esquerda à direita do PS) a contribuírem para o debate público.

    Acredite h, se quiser também pode fazer o mesmo.
  • Imagem de perfil

    Vera Santana 13.09.2009

    Fez muito bem, Tiago. A "boca" de h não tem sentido. A pluralidade e o debate são para serem EXERCIDOS.

    Vera
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.