Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

SIMplex

SIMplex

06
Set09

Asfixias

Leonel Moura

Há uma coisa que não posso deixar de dizer sobre esta ideia da asfixia democrática. Não sou militante do PS, sou assumidamente libertário, vulgo anarquista, com um comportamento e até alguns livros publicados sobre o assunto. Como artista preciso do máximo de liberdade, sob o risco de não conseguir desenvolver uma actividade e, já agora, uma ambição que está por sua natureza para além das convenções e daquilo que é aceite.

Do que conheço, e já conheço alguma coisa, nem o PS enquanto organização, nem a vasta maioria dos socialistas com quem me fui cruzando nas curvas da vida, alguma vez reagiram mal à minha condição de artista e anarca. Pelo contrário, nunca vi um partido mais aberto à diferença, mais tolerante, mais empenhado nas novas coisas e nas novas ideias. Há comprovadamente uma cultura da liberdade instalada no PS que não vejo nos outros partidos, da direita ou da dita esquerda, salvo rarissimas excepções. Há, para além disso, neste PS de Sócrates uma genuína vontade de acompanhar o que efectivamente vai fazendo o mundo de hoje e do futuro. Uma abertura, uma ambição, uma respiração que só pode favorecer o país e os portugueses. Não encontro isso em mais partido nenhum. Confirmo sim, todos os dias, a asfixia do medo, do conservadorismo, da demagogia.

Por isso sobre asfixias estamos conversados.

 

2 comentários

  • Sem imagem de perfil

    joaninha 07.09.2009

    Porque sendo inteligente sabe bem que entre o seu ideal e a realidade, existe uma enorme diferença e que estando num mundo real, quer ele queira quer não, por enquanto vai ter de admitir a existência de um governo.
    Presumo que da sua experiência de vida, tenha concluido aquilo que escreveu e dado a cara por isso.
    O sr. Bernardo Pinto de Sousa como se percebe, trata-se de uma pessoa muito culta, achou por isso bem chamar-lhe estúpido, embora amigavelmnente, porque se fosse a mal, presume-se que lhe partia a cara.
    Estamos a falar de política de verdade, entenda-se!...
    É que o sr Leonel Moura, no entender do sr Bernardo Pinto de Sousa, não está a falar verdade.
    E verdade (em política) diz Manuela Ferreira Leite (por imposição de Pacheco Pereira) só existe uma: neste caso a do sr Bernardo Pinto de Sousa, não a do estúpido que não apoiar o PSD e tiver a ousadia de querer falçar verdade.
    Só pode falar da verdade do PSD. LIBERDADE À VISTA!...
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.