Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

SIMplex

SIMplex

06
Set09

Pequeno post dominical na perspectiva do estrangeiro

Vera Santana

Consideram umas pessoas minhas amigas e semi-estrangeiras que o Primeiro Ministro português, José Sócrates, tem demonstrado ser alguém que quer fazer, que quer mudar Portugal e que o tem feito no sentido de modernizar e de desenvolver o País.

 

Considero eu importante ouvir a voz do "outro", do estrangeiro, sobre Portugal. Não porque esteja mais ou melhor informado mas porque está informado de outra maneira e transporta na voz a proximidade e a distância e um sentir desinteressado interessado.

 

Simmel definiu a singularidade da figura do estrangeiro como expressão de unidade de duas diferenças e/ou contrários; ao mesmo tempo que está à margem, a figura social em questão sente e instala-se na sociedade de acolhimento. Entre rejeição e integração, proximidade e distância, participação e observação, o estrangeiro, na sua singularidade, representa “o outro”, o que vive entre fronteiras simbólico-sociais.

 

Relembro as gostosas crónicas de Miguel Esteves Cardoso, há muitos anos atrás, quando voltou para Portugal, como um semi-estrangeiro, e via o que nós viamos todos os dias sem ver.

7 comentários

Comentar post