Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

SIMplex

SIMplex

04
Set09

Isto é tudo muito requintado

Rogério Costa Pereira

Ainda a notícia do cancelamento do Jornal de Sexta da TVI mal tinha aterrado e já os do costume diziam "o óbvio". Que, face ao desagrado já manifestado por Sócrates em relação ao tipo de “informação” veiculada nesse telejornal, a decisão de o cancelar reveste carácter político e que Sócrates teve intervenção no assunto.

No entanto, mesmo os mais fanáticos concederão que esta é uma má notícia para o PS, uma vez que, sendo aparentemente tão do seu agrado, não se livrará das suspeitas de que esteve por trás deste cancelamento; suspeitas que carecem de qualquer fundamento (sendo um erro aliás discutir este caso numa perspectiva partidária, pois trata-se de um acto de gestão interno de uma empresa privada).

Ora, o que levaria Sócrates a dar tamanho tiro no pé, levantando esta imensa poeirada? Nada, como é óbvio. Provocar a troca de duas ou três edições do Jornal de Sexta - com mais do mesmo - por três semanas de “asfixia democrática” seria uma péssima estratégia.

O spot alusivo ao Jornal de Sexta, as declarações de Moura Guedes ao DN ("Só se fossem muito estúpidos é que me tiravam do ar!"), e a ameaça de mais peças sobre o Freeport, são demasiados factos para um só dia. Há muitas contas e leituras ainda a fazer.

Mas a questão fulcral é a de saber quais as razões que levaram a administração da TVI a tomar esta decisão a três semanas das eleições – exactamente agora, quando essa decisão só pode penalizar o PS e Sócrates.

 

Publicado no Diário Económico (adaptação deste post)

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.