Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

SIMplex

SIMplex

03
Set09

A pobreza das esquerdas à esquerda da esquerda democrática

Carlos Manuel Castro

O debate de hoje sujeita-se a ser o mais enfadonho de todos os debates. Nenhum dos participantes será Primeiro-Ministro nem quer ter pretensões de assumir responsabilidades no País. Como já fizeram questão de dizer em público.

 

Todavia, será interessante saber como consegue o PCP e o BE acabar com o desemprego sem sacrificar os portugueses. Pois como defendem, ainda que não o digam explicitamente, a sua solução seria, apenas, integrar as pessoas desempregadas nos quadros do Estado, com a irresponsabilidade que isso representaria para as contas públicas, para o dano da competitividade nacional e para a condenação ao insucesso das empresas.

 

PCP e BE continuam leais ao modelo soviético, ainda que uns digam que preferem Estaline e outros Trotsky.  Para o PCP e BE a riqueza é pecado e o mérito pessoal é uma questão de egoísmo.

 

Em suma, duas propostas da mesma face da moeda. Duas soluções para a banca rota. Assim é, e gosta de estar, a esquerda à esquerda democrática, que prefere acabar com os ricos, em vez de acabar com a pobreza.

2 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Zé dos Montes 03.09.2009

    Hitler já estava seguro no poder na Alemanha. Os países ocidentais não o travaram quando re-militarizou a renânia, ocupou os sudetas, anexou a Austria. O Pacto germano soviético permitiu o ataque à Polónia porque protegeu o flanco este (a alemanha não suportava uma guerra com duas frentes). O anexo secreto desse pacto estabelecia a partilha da Polónia entre a Alemanha e a USSR.Como nota, o alto-comando alemão estava contra este pacto por colocar os russos mais próximos das fronteiras alemãs.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.