Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

SIMplex

SIMplex

28
Ago09

Ainda o TGV, das oposições, do futuro e do passado

Carlos Manuel Castro

(...) be clear .... in government, we'd always stand up for the passenger.

High Speed Rail

But there's one really big change I want to talk about today.

So often in this nation's history, new transport links have helped push forward progress and prosperity.

In the 19th century it was the steam locomotive.

In the 20th, it was our motorways and airports.

In today's world, I believe it can be high speed rail.

Earlier this year, the UK's first 68 mile stretch of high speed rail opened from the Channel Tunnel.

That's great - but it's thirty years behind France.

By 2020, the European high speed network will have reached 15,000km .....

...... linking major cities as far away as Sweden, Italy and Poland.

Well I believe the time has come for us to start catching up

.... to lay the foundations for a high speed future for Britain.
The benefits are clear.

 

Num comentário publicado mais a baixo, o Hugo (Mendes) chamava a atenção para a projecção do TGV entre Londres e Glasgow.

 

É interessante tomar conhecimento desta proposta no Reino Unido, pois há um ano, uma deputada conservadora, Theresa Villiers, acusava o Governo trabalhista britânico de estar aquém no que diz respeito ao investimento na alta velocidade (como acima se comprova). Até porque, como o argumento lógico que apresenta, os comboios têm sofrido evoluções ao longo dos séculos. E, como diz Villiers, os novos transportes fazem progredir e avançar as comunidades que apostam nos novos modelos.

 

No Reino Unido, a oposição, com mais objectividade, acusa o Governo de fazer pouco em matéria de TGV. Tendo, também, em consideração o panorama europeu. Do qual nenhum país, seja membro ou não da UE, se pode dissociar. Cá, a oposição não quer o TGV.

 

Este é um investimento, como se pode deduzir das dinâmicas que o TGV está a gerar na Europa, que não pode ser adiado. Mas, ao fim e ao cabo, esta postura dos diversos partidos portugueses nesta eleição legislativa, face ao TGV, é clarividente quanto a quem quer futuro e desenvolvimento para Portugal e quem pretende atraso e estagnação.

2 comentários

Comentar post