Por Hugo Mendes | Quinta-feira, 23 Julho , 2009, 20:12

José Sócrates anunciou no passado sábado que o Partido Socialista se propõe, caso ganhe as eleições de Setembro, criar um complemento para as famílias trabalhadoras em risco de pobreza. Pedro Mota Soares, líder parlamentar do CDS-PP, logo saltou da cadeira.

 

No lugar dele, eu teria feito o mesmo, porque as notícias são más para o CDS-PP. No capítulo do combate à pobreza e às desigualdades, a legislatura que agora finda trouxe resultados importantes. Os mais inequívocos e esclarecedores são os que dizem respeito ao público-alvo de que o CDS-PP tanto gosta: os "pensionistas".

 

Vejamos o que aconteceu à taxa de pobreza dos indivíduos com mais de 65 anos e ao número de idosos pobres nos últimos anos.

 

 

 

 

 

Já agora, «descaramento» é achar que «as coisas só pioraram».

 


Diogo a 23 de Julho de 2009 às 20:43
Bom, segundo os gráficos, a taxa de pobreza transferiu-se maciçamente para os jovens até aos 40 ou 50 anos. E fê-lo de uma forma multiplicada.

Pedro Ruella Ramos a 24 de Julho de 2009 às 01:57
Caro Hugo Mendes, sem pôr em causa a veracidade dos gráficos, importa-se de indicar a fonte (e de preferência, de futuro)? Gráficos sem legendas e sem fontes têem pouca validade, isoladamente.

---

E já agora, caro comentador Diogo, não sei como consegue ler isso dos gráficos! Só imagino que se consiga tirar essa conclusão (e mesmo assim sem certeza) caso os gráficos mapeassem a % relativa de casos de pobreza acima dos 65 anos. Com números absolutos é rigorosamente impossível tirar essa conclusão.

António Monteiro a 30 de Julho de 2009 às 15:43
Bom lavar roupa suja, não é o que os portugueses esperam desta campanha, querem sim, preto no branco, um programa explicado para que todos entendam, as medidas propostas seguidas das acções efectivas que as viabilizam, não queremos mais politicos que perdem o programa de governo no dia da tomada de posse.
Queremos saber aeroporto de Lisboa, sim/não porquê?
Queremos saber Tgv, sim, não, Porquê?
Queremos saber reforma da educação, sim, não, porquê e como?
e por aí adiante, saúde, função pública, policias, GNR, militares.
Isso sim, dizer de onde vem o dinheiro para cumprir o programa, para apoiar as familias, que politica de impostos, que politica salarial, os trabalhadores querem saber se ainda vão ter de apertar mais o cinto, eu vestia o 42 já vou no 38, quero saber se na próxima legislatura chego ao 36 ou ao 34 ou se posso almejar regressar ao 42.

Protocolos
comentários recentes
Ainda bem que procurei por ti na internet em geral...
A discussão sobre pagar a saúde de acordo com os r...
Espero que o José Sócrates faça um bom trabalho..
Boa tarde, gostava da vossa opinião.hoje dirigi-me...
EsclarecimentoA notícia é apenas sobre uma propost...
Venho por este meio relatar-vos uma situação que c...
Sou nova nestas andanças, da net (não em anos-57) ...
Obrigada pelos textos que nos deram a ler, a refle...
Estou de acordo com a ideia lançado por vocês impo...
Simplex , simplesmente. convido-os a visitarem o m...
já agora gostaria que observem uma iniciativa empr...
Estava a gostar deste blog...
Uma escrita muito pobre, na generalidade dos casos...
Estou numa dúvida: a oposição não foi eleita para ...
Posts mais comentados
88 comentários
50 comentários
44 comentários
43 comentários
38 comentários
36 comentários
27 comentários
25 comentários
arquivos
pesquisar neste blog
 

As imagens criadas pelo autor João Coisas apenas poderão ser utilizadas em blogues sem objectivo comercial, e desde que citada a respectiva origem.