Por Miguel Abrantes | Sábado, 22 Agosto , 2009, 09:03
Como eu tinha escrito que não havia visto a entrevista de Judite de Sousa a Manuela Ferreira Leite, dois leitores enviaram-me a gravação (uma só com o som, a outra com som e imagem) dos últimos momentos da conversa. Vale a pena ouvir com atenção os dez segundos finais, quando já passava o genérico do programa e Judite de Sousa pensava que os microfones estariam desligados:

Primeiro, Judite vira-se para Manuela e diz, entre sorrisos cúmplices e depois de um olhar para a câmara, como quem quer certificar-se que a transmissão acabou:
    Mais cinco minutos...
Talvez estivesse previsto que a publicidade da Manuela durasse 40 minutos, quando na realidade durou 45. O que não é nada mau, já que as entrevistas de Louçã e de Portas não passaram dos 30 minutos. Mas são uns segundos preciosos, sobretudo porque reveladores de cumplicidade entre entrevistadora e entrevistada, que o Pacheco Pereira devia contabilizar no seu índice de situacionismo, e a Dr.ª Manuela na asfixia democrática que evocou. Depois, esses escassos segundos ainda permitiram a Judite de Sousa voltar a manifestar o seu regozijo da seguinte forma, dirigindo-se de novo à Dr.ª Manuela:
    Foi gira esta última pergunta, não foi?!
E a Dr.ª Manuela concordou. E foi. Gira e certamente muito útil.

henrique pereira dos santos a 22 de Agosto de 2009 às 10:53
Caro Miguel Abrantes,
Estou esmagado com a profundidade de análise política a uma entrevista de 45 minutos.
O ponto de vista que este post espelha é decisivo para a formulação do voto nas próximas eleições e só mesmo quem paira acima das questiúnclas partidárias e se concentra no que é verdadeiramente essencial poderia ir tão fundo.
Só não consigo entender como quem passou tanto tempo a desvalorizar o desempenho de Manuela Ferreira Leite à frente do PSD, argumentando que quando fosse obrigada a falar e a expôr-se logo toda a gente perceberia o bluff que ali estava, as questões que o preocupam sejam mais 5 minutos de entrevista e um comentário lateral off the record que por acaso estava on.
Ou a parcialidade da entrevistadora, que se torna evidente em questões tão centrais da entrevista como mais cinco minutos e uma perguntita leve de fecho da entrevista.
Para além de ser o enésimo post do simplex sobre uma entrevista miserável, vazia, sem nada de jeito e sem qualquer interesse, até por estar cheia de idiotices.
Estou tão fascinado com o brilhantismo político que aproveito esta oportunidade para lhe pedir uma entrevista para o blog onde escrevo, mas se não se importar, uma entrevista cara a cara, com direito a fotografia.
Como ensina qualquer etólogo, o olhar é uma dos mais importantes formas de comunicação entre todos os mamíferos, e com o brilhantismo que aqui vejo, imagino as "alturas de incenso" a que ascenderá quem lhe ponha a vista em cima.
henrique pereira dos santos

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Protocolos
comentários recentes
Ainda bem que procurei por ti na internet em geral...
A discussão sobre pagar a saúde de acordo com os r...
Espero que o José Sócrates faça um bom trabalho..
Boa tarde, gostava da vossa opinião.hoje dirigi-me...
EsclarecimentoA notícia é apenas sobre uma propost...
Venho por este meio relatar-vos uma situação que c...
Sou nova nestas andanças, da net (não em anos-57) ...
Obrigada pelos textos que nos deram a ler, a refle...
Estou de acordo com a ideia lançado por vocês impo...
Simplex , simplesmente. convido-os a visitarem o m...
já agora gostaria que observem uma iniciativa empr...
Estava a gostar deste blog...
Uma escrita muito pobre, na generalidade dos casos...
Estou numa dúvida: a oposição não foi eleita para ...
Posts mais comentados
88 comentários
50 comentários
44 comentários
43 comentários
38 comentários
36 comentários
27 comentários
25 comentários
arquivos
pesquisar neste blog
 
subscrever feeds

As imagens criadas pelo autor João Coisas apenas poderão ser utilizadas em blogues sem objectivo comercial, e desde que citada a respectiva origem.