Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

SIMplex

SIMplex

19
Ago09

João Miranda entrevista Simplex

Rogério Costa Pereira

Pergunta do João Miranda - Para além dos que esperam ser pagos com lugares de deputado ou assessor, quantos autores pagos é que tem o Simplex?

 

Resposta ao João Miranda - Nenhum, João. Mas sempre que tiver alguma dúvida, por pateta que seja - e mesmo que você não tenha absolutamente nada a ver com isso, não hesite em perguntar.  Mais uma coisinha - agora que já entrámos em pormenores do foro privado -, você espera ser pago com um lugar de deputado ou assessor pelo trabalho que faz no Blasfémias? E é pago por esse trabalho? Se assim for  - se estiver a ser pago -, está de parabéns, não vejo nenhum mal nisso. A mim não me escandaliza, muito pelo contrário - percebo bem que ninguém vive do ar (e você posta que se farta).

 

 Pergunta do João Miranda - Quantos dos autores do Simplex não tencionam votar no PS? Outra questão pertinente é o que leva João Coisas a ser art-director de um blog de suporte político de uma causa com que não concorda?

 

Resposta ao João Miranda - Isto é para o Blasfémias ou para a Maria? Você não me está a enganar? É mesmo o João Miranda?, the one and only? Vou arriscar. Ainda que não sejam contas do seu rosário, e que eu não fale pelo Coisas, deixe-me responder-lhe com uma pergunta: Onde é que você leu que o "João Coisas [é] art-director de um blog de suporte político de uma causa com que não concorda?". Hum? "art-director de um blog"? "causa com que não concorda"?. Agora não fique a pensar demasiado nestas subtilezas, homem, e saia desse mundo a preto e branco, que só lhe faz mal. Outra coisa. A régua? Aquela que você usa para medir tudo o que o rodeia? Deite-a fora. Agora há coisas muito mais fiáveis.

3 comentários

Comentar post