Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

SIMplex

SIMplex

17
Ago09

JUDAS

Eduardo Pitta

A entrevista que José Luís Judas deu ao i é reveladora de uma forma de fazer política. E o título dela um modo muito particular de fazer jornalismo. José Pacheco Pereira, que foi a 1.ª vítima, será o primeiro a indignar-se.

 

Judas terá toda a razão do mundo para se ressentir do estado da Justiça e dos sete anos de opróbrio. E provavelmente não terá culpa do título escolhido. Mas o simples facto de ter referido a questão dá a medida de um carácter.

 

Como muitos sabem, vivi em Cascais durante 22 anos (1975-97), o que significa que ainda "apanhei" com Judas como presidente da Câmara local. E o que fez Judas? Transformou Cascais numa Reboleira de luxo. Toda a quadrícula que fica entre a Guia, o Bairro do Rosário e a Gandarinha, zonas nobres por tradição, foram transformadas em bairros de condomínios pato-bravo, com uma densidade de construção só julgada possível em Nairobi. Lembro-me de jantar em casa de amigos, que, por causa da vista de mar, tinham trocado Bicesse pela Guia, e, do meu lugar na mesa, estar a ver um dos vizinhos do prédio em frente a fazer ginástica no quarto. Judas conseguiu fazer de Cascais um susto. O shopping da marginal é a marca da sua passagem.  Isto para já não falar de São Pedro do Estoril.

 

Mas Judas não me interessa. Arquivaram o processo? Sorte dele. A entrevista, melhor dito, o título dela, é, repito, toda uma forma de fazer política. Daqui até 27 de Setembro vai surgir uma enxurrada de lama. Todo o sangue-frio é pouco.