Por João Pinto e Castro | Quinta-feira, 13 Agosto , 2009, 13:19

 

A recessão começou em Portugal mais tarde e acabou mais cedo.

Como justificará agora o PSD a sua teoria de que o país estava pior preparado para enfrentar a crise mundial do que os seus parceiros da UE?

Há acontecimento assim, fatais para teses alucinadas sustentadas em argumentos sem sustentação sólida.

Depois disto, resta-lhes tentar ressuscitar o "caso" Freeport.


Joaquim Amado Lopes a 13 de Agosto de 2009 às 14:16
Uma contração no PIB de 3,7% em vez de 3,9 e a "recessão" (já não é crise?) acabou?! Fantástico, Melga!
Quais variações sazonais, quais quê. Quais correcções automáticas, quais quê. É tudo obra e graça do amado Grande Líder, mesmo que não se saiba bem o que é esse "tudo".

O Grande Líder recusou-se a aceitar que a crise tinha chegado e "a recessão começou em Portugal mais tarde".
O Grande Lider embandeira em arco com números que não entende e a mesma recessão "acabou mais cedo" em Portugal do que no resto do Mundo.

Repito: Fantástico, Melga!

Só uma pergunta: alguém sabe dizer qual foi a evolução do endividamento externo do 1º para o 2º semestre?

João Pinto e Castro a 13 de Agosto de 2009 às 14:24
Resposta à pergunta: o défice externo reduziu-se este ano drasticamente. A redução no final do ano será suficiente para pagar o novo aeroporto de Lisboa.
Dou-lhes os meus parabéns: as pessoas que escrevem tolices destas costumam refugiar-se no anonimato.

Joaquim Amado Lopes a 13 de Agosto de 2009 às 15:13
(1) Não perguntei sobre o defict externo, perguntei sobre o endividamento externo (AKA dívida externa).
Para os que, ao contrário do João, não saibam qual é a diferença:
- deficit externo é a diferença entre exportações e importações; se importamos mais do que exportamos (consumimos mais do que produzimos), temos deficit externo (ou comercial);
- endividamento externo ou dívida externa é quanto devemos ao estrangeiro.

As duas coisas estão de certa forma ligadas. Se consumimos mais do que produzimos, temos que pedir dinheiro emprestado para pagar essa diferença.
Quanto mais pedimos emprestado, mais aumenta o que pagamos de juros dessa dívida.

Só para referência, a dívida externa ultrapassou em 2008 o valor recorde de 90% do PIB. Ou seja, 90% do valor de tudo o que é produzido em Portugal durante um ano não chegaria para pagar o que devemos ao estrangeiro.
Em 2005, a dívida externa era de cerca de 70% do PIB. E continua a aumentar.
Mais um recorde, mérito do Grande Líder.

(2) A redução no deficit externo deve-se também à baixa do preço do petróleo. Da mesma forma que o aumento no deficit externo de 2007 para 2008 se deveu ao aumento do preço do petróleo.

(3) E são muitas as pessoas que escrevem tolices e não se refugiam no anonimato. Por exemplo, a esmagadora maioria dos posts no Simplex são assinados.

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Protocolos
comentários recentes
Ainda bem que procurei por ti na internet em geral...
A discussão sobre pagar a saúde de acordo com os r...
Espero que o José Sócrates faça um bom trabalho..
Boa tarde, gostava da vossa opinião.hoje dirigi-me...
EsclarecimentoA notícia é apenas sobre uma propost...
Venho por este meio relatar-vos uma situação que c...
Sou nova nestas andanças, da net (não em anos-57) ...
Obrigada pelos textos que nos deram a ler, a refle...
Estou de acordo com a ideia lançado por vocês impo...
Simplex , simplesmente. convido-os a visitarem o m...
já agora gostaria que observem uma iniciativa empr...
Estava a gostar deste blog...
Uma escrita muito pobre, na generalidade dos casos...
Estou numa dúvida: a oposição não foi eleita para ...
Posts mais comentados
88 comentários
50 comentários
44 comentários
43 comentários
38 comentários
36 comentários
27 comentários
25 comentários
arquivos
pesquisar neste blog
 
subscrever feeds

As imagens criadas pelo autor João Coisas apenas poderão ser utilizadas em blogues sem objectivo comercial, e desde que citada a respectiva origem.