Por Diogo Moreira | Segunda-feira, 07 Setembro , 2009, 00:33

Foi com grande consternação que assisti no debate com MFL à defesa despudorada que Francisco Louçã fez das “nacionalizações por decreto” que ocorreram num dos períodos mais negros da nossa história: o PREC.

 

Considerá-las necessárias porque “os seus proprietários fugiram do país”, ou porque supostamente impediam a “democratização” da economia, é das coisas mais incríveis que já ouvi num debate politico.

 

Com estes argumentos, torna-se perfeitamente óbvio que o BE nunca poderá ser parceiro de governo, ou até mesmo participar em acordos de incidência parlamentar para a sustentação de um qualquer governo.

 

A fuga de capitais para o estrangeiro provocada pelo terror de todos aqueles que temeriam, legitimamente à luz destas declarações, que os seus bens fossem nacionalizados se Louçã alguma vez assumisse funções governativas seria o suficiente para devastar a nossa economia.

 

A propriedade privada é um valor fundamental da democracia.

 

Sem ela não existe liberdade.


Protocolos
comentários recentes
Ainda bem que procurei por ti na internet em geral...
A discussão sobre pagar a saúde de acordo com os r...
Espero que o José Sócrates faça um bom trabalho..
Boa tarde, gostava da vossa opinião.hoje dirigi-me...
EsclarecimentoA notícia é apenas sobre uma propost...
Venho por este meio relatar-vos uma situação que c...
Sou nova nestas andanças, da net (não em anos-57) ...
Obrigada pelos textos que nos deram a ler, a refle...
Estou de acordo com a ideia lançado por vocês impo...
Simplex , simplesmente. convido-os a visitarem o m...
já agora gostaria que observem uma iniciativa empr...
Estava a gostar deste blog...
Uma escrita muito pobre, na generalidade dos casos...
Estou numa dúvida: a oposição não foi eleita para ...
Posts mais comentados
arquivos
pesquisar neste blog
 
subscrever feeds

As imagens criadas pelo autor João Coisas apenas poderão ser utilizadas em blogues sem objectivo comercial, e desde que citada a respectiva origem.