Por João Galamba | Sexta-feira, 07 Agosto , 2009, 12:04

"Envolto em números e estatísticas, este governo tem conseguido a proeza de desviar o seu olhar da realidade, preferindo governar para um país desenhado com gráficos bonitos."

 

As críticas do Alexandre são todas declarativas: o estado social está falido, não há dinheiro, a realidade é uma fantasia. Como já escreveu o Hugo Mendes, o artigo do Alexandre Homem de Cristo podia ter sido escrito em qualquer década posterior à segunda guerra mundial. Mas o mais extraordinário é o facto do Alexandre considerar que as estatísticas são irrelevantes. Reparem que nunca é dito que as estatísticas são falsas nem se procura avançar com dados alternativos. Não, toda a gente sabe que a realidade não é aquilo que os números dizem. Este toda a gente sabe  corresponde a uma sacralização do irracional e do intuitivo, o que leva a uma desvalorização do debate político e substitui toda e qualquer racionalidade argumentativa por estados de alma não falsificáveis. E assim se vai fazendo oposição em Portugal.


Valupi a 7 de Agosto de 2009 às 15:16
Muito bem, João. É inacreditável a falta de honestidade intelectual a que se chega por cegueira tribal.

JPP a 7 de Agosto de 2009 às 15:25
Já que o João Galamba gosta tanto de estatísticas gostava que comentasse as previsões da OCDE que dizem que o Portugal irá crescer à média anual de 1,5% de 2011 e 2017. E já agora explique-me também como é que se conseguem garantir pensões de reforma razoáveis com um sistema pay-go, tendo em conta o aumento do índice de dependência de idosos? Provavelmente só com injecções do OE, e bastante avultadas, por sinal. Não seria melhor um sistema de capitalização gerido por seguradoras privadas.

Hugo Mendes a 7 de Agosto de 2009 às 16:46
Caro JPP, não me leve a mal, mas quando vejo essas previsões lembro-me sempre das palavras de J.K.Galbraith: «a única função das previsões económicas é conferir à astrologia uma aparência respeitável».

Zé dos Reis a 7 de Agosto de 2009 às 17:26
Gerido por seguradoras privadas é uma ideia a apoiar. Agora até há algum desemprego no ramo dos gestores de fundos de pensões. Ou de fundos em geral. Os do BPP, por exemplo. Pena o Madoff ter ido de cana, era um belíssimo gestor de fundos. E os gestores dos fundos de pensões privados que tinham massa empatada nos fundos dele tb são capazes de estar desempregados...
Mas não generalizemos, há alguns fundos de pensões privados que perderam menos de 50% do que tinham, deve ser destes que fala.

Stran a 7 de Agosto de 2009 às 18:09
Caro José Pacheco Pereira (JPP),

"...em conta o aumento do índice de dependência de idosos? (...) Não seria melhor um sistema de capitalização gerido por seguradoras privadas."

O aumento dos idosos coloca uma pressão tanto na solução privada como na solução publica das pensões, pelo que não é isso que influência a escolha.

Quanto à solução via OE não me choca, prefiro gastar dinheiro em reformas que em rotundas...

JPP a 7 de Agosto de 2009 às 18:39
Talvez não me tenha expressado bem. A questão aqui é o sistema actual (Pay-go) vs. sistema de capitalização (público ou privado). Eu preferia que fosse gerido por entidades privadas mas poderia existir também uma opção pública.

Protocolos
comentários recentes
Ainda bem que procurei por ti na internet em geral...
A discussão sobre pagar a saúde de acordo com os r...
Espero que o José Sócrates faça um bom trabalho..
Boa tarde, gostava da vossa opinião.hoje dirigi-me...
EsclarecimentoA notícia é apenas sobre uma propost...
Venho por este meio relatar-vos uma situação que c...
Sou nova nestas andanças, da net (não em anos-57) ...
Obrigada pelos textos que nos deram a ler, a refle...
Estou de acordo com a ideia lançado por vocês impo...
Simplex , simplesmente. convido-os a visitarem o m...
já agora gostaria que observem uma iniciativa empr...
Estava a gostar deste blog...
Uma escrita muito pobre, na generalidade dos casos...
Estou numa dúvida: a oposição não foi eleita para ...
Posts mais comentados
88 comentários
50 comentários
44 comentários
43 comentários
38 comentários
36 comentários
27 comentários
25 comentários
arquivos
pesquisar neste blog
 

As imagens criadas pelo autor João Coisas apenas poderão ser utilizadas em blogues sem objectivo comercial, e desde que citada a respectiva origem.