Por Ana Paula Fitas | Quinta-feira, 06 Agosto , 2009, 20:28

Marcelo Rebelo de Sousa foi demolidor nos considerandos tecidos sobre "o actual PSD" e as listas de Manuela Ferreira Leite à AR, classificando-as como uma "inesperada desilusão", fruto de uma atitude política assente em dois pilares que nos reiteram o carácter e a natureza do partido que pretende competir com o PS no acesso à governação, a saber: o "acerto de contas" e o "pagamento de favores"... Marcelo é insuspeito e foi, desta vez, objectivo.


josé Vladimiro a 6 de Agosto de 2009 às 20:40
Mas, alguém liga ao que diz o tagarela do prof. Marcelo?

Dentro de alguns dias, toda a gente vai-se lembrar que a "velha" foi capaz de por na rua o fala barato do Passos Coelho e o Relvas!

Disciplinou o partido.

Para meu desgosto a MFL ainda ganha ao Sócrates!

Nela ao menos a autoridade não é postiça, mas genuína!

Porfírio Silva a 6 de Agosto de 2009 às 21:57
Caramba, como me enternecem os desgostos de certas pessoas...Ou será antes "certos desgostos de certas pessoas"?

Ana Paula Fitas a 7 de Agosto de 2009 às 21:39
:)

Ana Paula Fitas a 7 de Agosto de 2009 às 21:41
Uma pessoa de esquerda não prefere o que reconhece ser a direita de "autoridade" "genuína"!

Ana Paula Fitas a 7 de Agosto de 2009 às 21:44
Caro Vladimir,
... por lapso, respondi depois de uma resposta ao comentário de outro leitor...

Ana Paula Fitas a 7 de Agosto de 2009 às 21:49
Caro Vladimir,
Uma pessoa de esquerda não prefere o que reconhece como direita de "autoridade" "genuína".

josé Vladimiro a 8 de Agosto de 2009 às 11:44

Foi o seu chefe que, dizendo-se de esquerda, cultivou a imagem Salazarista/Cavaquista de alguém que manda, que exerce o poder com "autoridade"!


Porfírio Silva a 6 de Agosto de 2009 às 20:41
Só não concordo que Marcelo seja insuspeito...

Ana Paula Fitas a 7 de Agosto de 2009 às 21:39
Caro Porfírio,

É insuspeito quando fala do PSD... seja quando elogia ou quando critica o partido de que já foi Secretário-Geral.
Abraço

Diogo a 6 de Agosto de 2009 às 20:46
PS e PSD são, cada vez mais, dois partidos irmãos, tanto nos acertos de contas como nos pagamentos de favores... Já para não falar nas negociatas.

Porfírio Silva a 6 de Agosto de 2009 às 21:54
Essa conversa dos "partidos irmãos" faz-me lembrar qualquer coisa... porque será?

josé Vladimiro a 6 de Agosto de 2009 às 22:06
A verdade "incomoda,como andar à chuva".

Porfírio Silva a 6 de Agosto de 2009 às 22:43
A verdade? ah... ah... boa piada.

Porfírio Silva a 6 de Agosto de 2009 às 22:46
Certos comentadores, sabendo-se o que escrevem, ajudam a ver quais são as alianças objectivas que estão em causa nestas eleições. Quem dá as mãos a quem (por baixo da mesa, às vezes) apenas para tentar travar o PS. Isso explica muita coisa. Assim essa da verdade (ou será Verdade com maiúscula e site e tudo) tem até mais piada.

Ana Paula Fitas a 7 de Agosto de 2009 às 21:43
Caro Diogo,
Generalidades abusivas não são mais do que panfletárias expressões demagógicas.

ALGARVIO a 6 de Agosto de 2009 às 21:29
DEIXEM, A MULHER SE ESPALHAR Á VONTADE.

Ana Paula Fitas a 7 de Agosto de 2009 às 21:43
:)

Joaquim Amado Lopes a 6 de Agosto de 2009 às 22:24
O Marcelo é sempre insuspeito ou só quando fala mal do PSD?

Ana Paula Fitas a 7 de Agosto de 2009 às 21:36
Caro Joaquim Amado Lopes,
Como sei que terá compreendido refiro-me à sua insuspeição sempre que fala do PSD.
Obrigado

Joaquim Amado Lopes a 8 de Agosto de 2009 às 14:34
Cara Ana Paula Fitas,
O facto de ser militante e ter sido Presidente do PSD torna-o insuspeito de as suas motivações serem partidárias. No entanto, não são apenas as motivações partidárias que tornam uma opinião mais ou menos suspeita ou mais ou menos válida.

A acusação de "acerto de contas" nas listas do PSD é ridícula. É claro que teria que ser exluída gente como Pedro Passos Coelho, que, desde que perdeu as eleições internas, PPC fez tudo para sabotar o trabalho de Manuela Ferreira Leite, mesmo que à custa de prejudicar o PSD.
As listas são feitas com pessoas em quem se possa confiar. É natural que se exclua apenas que demonstraram não merecer confiança.

E "pagamento de favores"?!
Mas há alguma lista, incluíndo as que Marcelo Rebelo de Sousa não tenha feito, em que esse não seja um factor?

Nunca há consenso na produção das listas. Há quem não goste de ser excluído, há quem gostasse que tivessem sido incluídos mais elementos da sua "entourage",etc.
Veja-se o caso de Manuel Alegre.

A diferença é que, neste caso, os que ficaram menos satisfeitos são mais vocais do que o costume (o que levanta suspeitas sobre se não estarão a contar com a derrota do PSD nas legislativas e a preparar-se para o dia seguinte) e as suas queixas são amplificadas pelos que querem transmitir a ideia de confusão no PSD. Sei lá, assim de repente vem-me à cabeça uma palavra que não existe. "Simplex" diz-lhe alguma coisa?

Já há muito tempo que faço questão de não ouvir Marcelo Rebelo de Sousa. Mas li que, na mesma intervenção, ele se referiu também às listas do PS.
Se foi esse o caso, por que razão a Ana Paula não reproduziu também essas palavras? Motivações partidárias? Do Marcelo ou da Ana Paula?

Um abraço,
Joaquim Amado Lopes

josé Vladimiro a 6 de Agosto de 2009 às 22:46
atacam a MFL porque são idênticos; e o Bloco porque têm medo deles...
É uma tristeza este partido socialista, que não passa de uma coligação de interesses.

Ana Paula Fitas a 7 de Agosto de 2009 às 21:52
Caro Vladimir,
Leia, por favor, as respostas que enunciei relativamente aos comentários de "Diogo" e "Nicolae". Obrigado.

Mário Cruz a 6 de Agosto de 2009 às 22:53
Marcelo é insuspeito e foi, desta vez, objectivo

eheheheh... É insuspeito e objectivo quando dá jeito, que divertido!

rui david a 6 de Agosto de 2009 às 22:59
concordo com o algarvio. e por favor, alguém pode achar que uma opinião do professor marcelo, tirando eventuais generalidades sobre o tempo ou sobre o campeonato nacional pode ser considerada "objectiva"?

aviador a 6 de Agosto de 2009 às 23:17
Marcelo nunca é objectivo!

Bruno - Planetas a 7 de Agosto de 2009 às 00:16
Não consigo entender aqueles que hoje aparecem surpreendidos pelo conservadorismo das listas para deputados, pela sua contradição nos valores das escolhas (Preto e Helena C.), pela exclusão de Miguel Relvas e Passos Coelho, pela inclusão de Pacheco Pereira (o oráculo) e Aguiar Branco e outra tralha mais. Ao PSD apenas digo uma coisa, se queriam melhor tivessem escolhido diferente! Depositar em Manuela Ferreira Leite o capital de esperança da construção de uma verdadeira alternativa de futuro não passa afinal de uma manifestação de irracionalidade delirante e até mesmo infantil.

Abraço

PS: Este site já cá canta neste humilde estaminé

Ana Paula Fitas a 7 de Agosto de 2009 às 21:34
Obrigado, Bruno... merece um post essa afirmação esclarecida e esclarecedora que aqui partilha: "Depositar me Manuela Ferreira Leite o capital de esperança da construção de uma verdadeira alternativa de futuro não passa afinal de uma manifestação de irracionalidade delirante e até mesmo infantil." Um abraço.

Protocolos
comentários recentes
Ainda bem que procurei por ti na internet em geral...
A discussão sobre pagar a saúde de acordo com os r...
Espero que o José Sócrates faça um bom trabalho..
Boa tarde, gostava da vossa opinião.hoje dirigi-me...
EsclarecimentoA notícia é apenas sobre uma propost...
Venho por este meio relatar-vos uma situação que c...
Sou nova nestas andanças, da net (não em anos-57) ...
Obrigada pelos textos que nos deram a ler, a refle...
Estou de acordo com a ideia lançado por vocês impo...
Simplex , simplesmente. convido-os a visitarem o m...
já agora gostaria que observem uma iniciativa empr...
Estava a gostar deste blog...
Uma escrita muito pobre, na generalidade dos casos...
Estou numa dúvida: a oposição não foi eleita para ...
Posts mais comentados
88 comentários
50 comentários
44 comentários
43 comentários
38 comentários
36 comentários
27 comentários
25 comentários
arquivos
pesquisar neste blog
 

As imagens criadas pelo autor João Coisas apenas poderão ser utilizadas em blogues sem objectivo comercial, e desde que citada a respectiva origem.