Por Sofia Loureiro dos Santos | Domingo, 02 Agosto , 2009, 17:35

 

O confirmado convite a Joana Amaral Dias agitou a semana política que passou. Aparentemente isto é um caso menor aproveitado para troca de acusações entre PS e BE, com juras de inocência e protestos de moralidade absoluta, de ambos os lados. Ora o episódio não tem nada de inocente. Tem apenas de luta política pura e dura, com armas pouco limpas, utilizadas por todos os protagonistas.

 

A sondagem a Joana Amaral Dias foi feita com a esperança, para o PS, de conseguir mais uma baixa mediática no BE, a seu favor; Joana Amaral Dias pesou os prós e os contras e decidiu que, ao publicitar a abordagem a Francisco Louçã ganharia peso político no BE, peso que tinha perdido por causa do apoio a Mário Soares; Francisco Louçã aproveitou para embelezar a história e dar-lhe um conteúdo moralista e indignado, como tem sido hábito do seu estilo de liderança populista.

 

Ou seja, tal como indicam as últimas sondagens publicadas, o BE tudo fará para atacar o PS pois pensa que assim conseguirá uma votação histórica, do tipo PRD. O PS tudo fará para seduzir os independentes, os descontentes da sua ala esquerda ou aqueles a quem o BE não perdoa dissensões. Foi assim com José Sá Fernandes e com Joana Amaral Dias. Na óptica do PS Miguel Vale de Almeida é um exemplo a replicar. Na óptica do BE a transferência de simpatizantes para o PS faz-lhe perder a imagem de verdadeira e única esquerda e de ética política. Nos bastidores joga-se o tudo por tudo até porque há uma enorme percentagem de indecisos que olha as movimentações sem saber o que fazer.

 

O que a mim me incomoda nestas manobras é que se fica com a sensação que elas são feitas em proveito próprio e não pelos interesses do país ou por motivos ideológicos. Senão como compreender a insistência nas acusações meio fanáticas de Francisco Louçã, a divulgação de uma conversa particular, que deve ser habitual e preparatória de todos os convites, venham eles de quem vierem, o silêncio seráfico que se lhe seguiu, ou os tristes e inacreditáveis desmentidos que de si próprio fez o secretário de estado Paulo Campos?

 

O que interessa ao eleitorado é perceber qual ou quais as forças políticas que podem formar uma maioria e governar o país; qual ou quais as forças políticas que têm uma estratégia de desenvolvimento sustentado, de protecção e apoio social, de optimismo realista.

 

Penso que o BE tem demonstrado diariamente que não pretende cooperar para uma governação estável. Portanto é o PS o único partido que tem estrutura para assumir essa responsabilidade. É bom que mostre o que fez e o que pretende fazer, sem se perder em manobras que apenas distraem as pessoas do essencial.

 

Nota: também aqui.

 

tags:

João Maneiras a 2 de Agosto de 2009 às 17:51
Cara amiga, no dia em que o PS fizesse uma coligação com o PSR, porque é dele que se trata, e já não do BE , nesse preciso dia, eu e muitos mais, fazíamos um manguito ao PS e arranjávamos maneira de preparar a reação. Por aquilo que oiço da parte de José Socrates, antes perder as eleições do que fazer governo com o Revolucionário Louçã. Que diabo!

Sofia Loureiro dos Santos a 2 de Agosto de 2009 às 17:57
Também não me parece que o PS o queira fazer, e quanto a mim muito bem. Dei a impressão errada?

João Maneiras a 2 de Agosto de 2009 às 18:04
Para dizer a verdade deu e dão sempre aqueles que tratam o grupo de Louçã com o protagonismo de quem até podia entrar em acordo com o PS. Ora, o PS, defende a Social-democracia, o PSR defende o mais básico dos comunismos, a democracia directa à maneira de Cuba no início do Castrismo. A meu ver, qualquer menção de coligação entre estes é pura demência. A ideia não é o PSR não querer acordar com o PS, a ideia é que ainda que o quisesse , a resposta clara é Não!

Sofia Loureiro dos Santos a 2 de Agosto de 2009 às 18:11
João Maneiras, defendo que o único partido da esquerda democrática, hoje em dia, é o PS. Mas isso é porque o BE mantém os tiques que tão bem têm sido retratados pelos restantes companheiros de blogue, já não falando no PCP, que continua a achar que Cuba tem um regime democrático. Se assim não fosse e se houvesse uma liderança diferente, o BE poderia dar o seu contributo à governabilidade do país, nem que fosse com apoio parlamentar.

João Maneiras a 2 de Agosto de 2009 às 18:24
Sofia, respeito a sua opinião mas ela não me toca e diz nada. O BE tem pessoas lá dentro que lá estão porque não conseguiram espaço dentro do PS, por culpa deste que é fechado como qualquer grande partido. Mas, convenhamos, alguém que mete na gaveta a social-democracia para vender a banha da cobra (caso da inefável JAD ou a Ana Drago, que, segundo amigos comuns perfilham modelo social-democrata), num partido onde abunda ao nível da respectiva cúpula , o ódio visceral à democracia como nós a entendemos e vemos, não merece a ponta de um corno em termos de consideração. Dizer que poderia haver acordo parlamentar com alguém que não aceita esse parlamento é demasiado e afasta as pessoas livres e honestas da politica. Fazer politica é também afastar as confusões o mais possível, e, já agora, afastar também os inimigos da democracia, dê por onde der.

portela menos 1 a 2 de Agosto de 2009 às 19:01
espelho meu, espelho meu, quem é o ÚnicoPartidoÚnico " que pode governar o país?

não fossem certos escritos dos lados do PS e o "grupo de Louça" , como é tratado carinhosamente, não teria parte da visibilidade que tem.

vocês não têm emenda e o descalabro da europeias só trouxe à tona o vosso (não)respeito pelos eleitores.

Um voto no BE é um voto na esquerda, Um voto contra QUALQUER maioria absoluta - seja isso do PSD ou do PSD do Largo Rato.

Paulo Garrido a 2 de Agosto de 2009 às 20:53
Portela meu caro, olha que tu tens menos 1, 2 ou para aí sete alcanhos na cabecita redonda e calva de anão. Para já deves andar divertido feito má rez, mas quando elas te começarem a morder as patinhas, bem podes gritar: ó tio ó tio...

Alberto a 5 de Agosto de 2009 às 20:07
Eu sei que a Srª Sofia gostava de integrar as listas do PS, mas com esta pobreza de posts...

Protocolos
comentários recentes
Ainda bem que procurei por ti na internet em geral...
A discussão sobre pagar a saúde de acordo com os r...
Espero que o José Sócrates faça um bom trabalho..
Boa tarde, gostava da vossa opinião.hoje dirigi-me...
EsclarecimentoA notícia é apenas sobre uma propost...
Venho por este meio relatar-vos uma situação que c...
Sou nova nestas andanças, da net (não em anos-57) ...
Obrigada pelos textos que nos deram a ler, a refle...
Estou de acordo com a ideia lançado por vocês impo...
Simplex , simplesmente. convido-os a visitarem o m...
já agora gostaria que observem uma iniciativa empr...
Estava a gostar deste blog...
Uma escrita muito pobre, na generalidade dos casos...
Estou numa dúvida: a oposição não foi eleita para ...
Posts mais comentados
88 comentários
50 comentários
44 comentários
43 comentários
38 comentários
36 comentários
27 comentários
25 comentários
arquivos
pesquisar neste blog
 

As imagens criadas pelo autor João Coisas apenas poderão ser utilizadas em blogues sem objectivo comercial, e desde que citada a respectiva origem.