Por GWOM | Quinta-feira, 30 Julho , 2009, 11:57

 

É certo que a Constituição da República Portuguesa prevê, no n.º 4 do artigo 104.º, que "a tributação do consumo visa adaptar a estrutura do consumo à evolução das necessidades do desenvolvimento económico e da justiça social, devendo onerar os consumos de luxo."

 

E à boleia desta previsão (aliás, recorde-se que a norma em causa é de natureza programática e não exequível por si mesma), o legislador inclusive resolveu avançar para a criação de uma taxa agravada de 30% em sede de IVA, nos idos anos 80. Recorde-se, não só que o falhanço na cobrança de receita foi redondo, como também já se assumia o seguinte no texto do preâmbulo, que "quanto à taxa agravada, sendo ilusórias quanto a ela as considerações de receita, fixou-se a um nível de 30%, o que, para alguns dos bens constantes da lista respectiva, se afigurará insuficiente se se tiver em conta as taxas que defrontavam no anterior sistema. Só que é seguramente indesejável prever mais que uma taxa agravada, devendo o agravamento de certos consumos - em especial de bebidas alcoólicas - resultar, antes, da criação do imposto especial sobre a importação e produção dos bens, a cobrar de uma só vez, e que fará parte da base tributável do IVA."

 

Mais recentemente, em 2001, tivémos mais uma tentativa falhada com a eliminação de uma tributação mais favorável no Imposto Automóvel para os chamados veículos todo o terreno. E todos sabemos o que sucedeu no dia 1 de Janeiro de 2001 - a compra de veículos todo o terreno decaíu drasticamente.

 

Com estas duas experiências esclarecedoras, já não aprendemos o suficiente quanto à oneração dos consumos de luxo?


Protocolos
comentários recentes
Ainda bem que procurei por ti na internet em geral...
A discussão sobre pagar a saúde de acordo com os r...
Espero que o José Sócrates faça um bom trabalho..
Boa tarde, gostava da vossa opinião.hoje dirigi-me...
EsclarecimentoA notícia é apenas sobre uma propost...
Venho por este meio relatar-vos uma situação que c...
Sou nova nestas andanças, da net (não em anos-57) ...
Obrigada pelos textos que nos deram a ler, a refle...
Estou de acordo com a ideia lançado por vocês impo...
Simplex , simplesmente. convido-os a visitarem o m...
já agora gostaria que observem uma iniciativa empr...
Estava a gostar deste blog...
Uma escrita muito pobre, na generalidade dos casos...
Estou numa dúvida: a oposição não foi eleita para ...
Posts mais comentados
88 comentários
50 comentários
44 comentários
43 comentários
38 comentários
36 comentários
27 comentários
25 comentários
arquivos
pesquisar neste blog
 

As imagens criadas pelo autor João Coisas apenas poderão ser utilizadas em blogues sem objectivo comercial, e desde que citada a respectiva origem.