Por Gonçalo Pires | Terça-feira, 28 Julho , 2009, 21:52

Há um mês debatia-se o manifesto dos 28. O manifesto do deficit externo, do nosso desastroso endividamento, dos nossos atrasos estruturais. Não havia alternativa. Investimento público era sinónimo da "típica irresponsabilidade socialista" e de uma "descarada protecção dos grandes interesses". Agora discute-se o plano tecnológico e a aposta nas renováveis e da dívida externa deu-se um salto lógico para a (pasme-se) crítica a políticas proteccionistas, para a denúncia de tiques Marxistas, para o deslumbramento tecnológico, e para políticas populistas, onde mais 1 milhão de crianças e jovens com computadores é comparado aos microondas dos seus majores.

 

Estou baralhado. O deficit externo é ou não um problema? Devemos ou não fazer alguma coisa para melhorar a competitividade das nossas empresas? Devemos ou não ter uma estratégia para o desenvolvimento do país? Devemos ou não ter prioridades como benefícios fiscais a investimento em I&D? Devemos ou não envolver as nossas empresas nos programas de modernização tecnológica do país? 

Uma nota: quando se diz "produzimos nós ou importamos dos outros" não é uma escolha entre proteccionismo e economia aberta, mas sim uma tentativa de estar "no pelotão da frente" da revolução tecnológica ou adoptar uma posição de passividade face às inovações dos outros. Mas antes de sacarem desta ou de outras críticas mais Marxistas da algibeira, deveriam prestar alguma atenção ao que estão a dizer os nossos empresários:

 

"Este programa [e-escola], associado ao investimento na fibra óptica, vai permitir-nos olhar para o futuro com muito mais confiança e sermos uma referência, não só na Europa mas a nível mundial", acrescentou Zeinal Bava.

O presidente executivo da PT disse ainda que este programa "vai revolucionar o país nos próximos 5 a 10 anos" e que os "efeitos práticos da massificação do acesso ao computador e à internet vão ser visíveis no país" no "aumento da eficácia educacional e empresarial". 

Lançado no âmbito do Plano Tecnológico, o programa e-escola permite aos alunos do 7º ao 12º ano de escolaridade, aos professores e aos adultos inscritos no programa Novas Oportunidades adiquirem um computador portátil pelo valor máximo de 150 euros.

Zeinal Bava       

 

Até agora, as crítivas têm sido curiosos exercícios literários que vacilam entre a ironia barata e desonesta e a confusão ideológica de quem não tem nenhuma alternativa para apresentar. Meus caros, ainda vão a tempo, mas por este caminho vão empobrecendo o debate.          

tags:

portela menos 1 a 28 de Julho de 2009 às 22:17
o pessoal do SIMplex já emitiu opinião sobre o negócio dos contentores em Alcantara? Há algum post sobre o tema?

FM a 28 de Julho de 2009 às 22:17
Eu também sou a favor da inovação e pergunto-me muitas vezes como é que Portugal continua a apostar nas mesmas políticas falhadas de sempre. O facto é que este governo tem feito muita propaganda na área das novas tecnologias mas ainda não apresentou medidas de fundo nessa área. No que respeita à competitividade fiscal, Portugal continua a não ter um framework decente para atrair as grandes multinacionais. Uma medida interessante seria permitir às empresas deduzir os gastos em I&D em sede de IRC. Bem como criar uma taxa de IRC mais baixa para as empresar que exportassem mais de 50% da sua produção. Ou isentar de IRS os investigadores científicos, pricnipalmente aqueles que trabalham nos centros de I&D das empresas. Só assim poderemos ter os nossos Thomas Edisson e Bill Gates.

Protocolos
comentários recentes
Ainda bem que procurei por ti na internet em geral...
A discussão sobre pagar a saúde de acordo com os r...
Espero que o José Sócrates faça um bom trabalho..
Boa tarde, gostava da vossa opinião.hoje dirigi-me...
EsclarecimentoA notícia é apenas sobre uma propost...
Venho por este meio relatar-vos uma situação que c...
Sou nova nestas andanças, da net (não em anos-57) ...
Obrigada pelos textos que nos deram a ler, a refle...
Estou de acordo com a ideia lançado por vocês impo...
Simplex , simplesmente. convido-os a visitarem o m...
já agora gostaria que observem uma iniciativa empr...
Estava a gostar deste blog...
Uma escrita muito pobre, na generalidade dos casos...
Estou numa dúvida: a oposição não foi eleita para ...
Posts mais comentados
88 comentários
50 comentários
44 comentários
43 comentários
38 comentários
36 comentários
27 comentários
25 comentários
arquivos
pesquisar neste blog
 

As imagens criadas pelo autor João Coisas apenas poderão ser utilizadas em blogues sem objectivo comercial, e desde que citada a respectiva origem.