Por Ana Paula Fitas | Sábado, 19 Setembro , 2009, 23:21

Hoje, em Coimbra, no comício do Partido Socialista, Manuel Alegre confrontou o país com a demagogia inerente ao artifício demagógico de Manuela Ferreira Leite que se tem insurgido contra uma "asfixia democrática" que o olhar da líder do PSD reconhece em Portugal e não vê na acção de Alberto João Jardim... seria ingénuo pensar que o recente slogan de Manuela Ferreira Leite não resultara de um cálculo político elementar que tomara em consideração a presumida desavença de Manuel Alegre em relação ao PS... porque foi Manuel Alegre quem, num outro contexto e em relação a realidades específicas e datadas, evocara um certo "clima de medo" que só uma estratégia partidária de direita, com débeis fundamentos e paupérrimo gosto, poderia pensar em evocar para sua defesa contra a Esquerda... Por isso, foi importante a intervenção de Manuel Alegre que ergueu, poética e forte, a sua voz poderosa contra a manipulação... De forma clarividente, Manuel Alegre foi a Coimbra dizer que Portugal foi grande quando foi universal e não quando esteve "orgulhosamente só" e explicou, de forma clara e oportuna, que a asfixia democrática é, nada mais nada menos, do que a asfixia social a que conduz a pobreza resultante da aplicação de políticas de direita, valorizadoras do liberalismo e redutoras da acção social do Estado. Por isso e porque "quando se esvazia um direito social, estão a enfraquecer-se os direitos políticos", defendeu que  "Portugal precisa de um governo de esquerda e a esquerda possível é o Governo PS"  contra "a direita dos interesses", enunciando o desafio que se nos coloca nas eleições que se aproximam: "Recusar um Estado mínimo para os pobres e um Estado máximo para os poderosos"... desta intervenção deveria o PSD retirar uma lição: a de que o plágio, nomeadamente descontextualizado, é abusivo e pode fazer com que "o feitiço se volte contra o feiticeiro" porque só o original sabe defender com lisura as suas deduções porque só ele conhece a intencionalidade da sua enunciação... e é à Esquerda, com o Partido Socialista, que, neste momento, se impede a sujeição dos portugueses à anunciada asfixia democrática que tanta experiência de uso tem já na Ilha da Madeira. 

 

(Este post tem publicação simultânea no A Nossa Candeia e no Público-Eleições 2009)


portela menos 1 a 20 de Setembro de 2009 às 00:59
Nem os empregos sazonais do Verão conseguiram travar a subida do desemprego. É que segundo os dados do Instituto do Emprego e da Formação Profissional o número de desempregados inscritos ultrapassou pela primeira vez meio milhão (501.663), um aumento de quase cinco mil inscritos face a Julho e de 28,7% face a Agosto do ano passado. Recorde-se que há um mês o INE já apontava para a existência de 507 mil desempregados.

Zé dos Montes a 20 de Setembro de 2009 às 11:29
Sobre a decisão em não ser candidato às legislativas Alegre referiu “…Posso não concordar com práticas políticas, mas reconheço-me nos valores princípios do socialista do democrático…” 15.05.2009 http://www.ionline.pt/conteudo/4579-manuel-alegre-fora-das-listas-do-ps

Sobre a escolha de Vitorino para redigir o programa do PS “…Manuel Alegre ficou "decepcionado" com a decisão de Sócrates de nomear António Vitorino para a elaboração do programa eleitoral dos socialistas. "Fiquei decepcionado porque não é a escolha adequada, não por falta de capacidade política nem de inteligência, mas porque António Vitorino fez outras opções, empresariais, que são legítimas"…” 17.06.2009 http://www.manuelalegre.com/index.php?area=1100&id=1451

Sobre exclusão dos seus apoiantes da lista de candidatos e a sua participação na campanha “…Manuel Alegre denuncia "retaliação política" "Todos os que me apoiaram ficaram de fora. Politicamente não estou representado nestas listas. O PS vai gravemente mutilado às eleições", afirma ao Expresso o histórico socialista, garantindo que este facto condiciona, "naturalmente", a sua participação na campanha… Manuel Alegre lamenta que nem um dos seus apoiantes do Movimento de Intervenção e Cidadania ou da corrente Opinião Socialista (que edita a revista Ops) tenha sido convidado pela direcção do PS para fazer parte da próxima bancada parlamentar socialista… Ao ficarem de fora, perdem a possibilidade de dar o seu contributo", diz o vice-presidente da AR, que regista a predilecção do PS por "escolhas de puro espectáculo" como a do ex-bloquista Miguel Vale de Almeida…” 31.07.2009 http://clix.expresso.pt/manuel-alegre-denuncia-retaliacao-politica=f528787

Vendo que participou no comício em Coimbra, vejo com agrado que tenha resolvido as suas “divergências” com o PS, como os seus apoiantes continuaram de fora das listas e o programa foi mesmo escrito pelo Vitorino, o que o terá feito mudar de opinião?
Não sei se vai a tempo de estancar ou mesmo reverter a perda de votos à esquerda para o bloco.

Para quando as pazes com o Narciso? “…Narciso Miranda regressa à política na sua terra de sempre. Critica o governo e alguns dirigentes socialistas por tratarem "as pessoas e os membros do PS como um guardanapo que se deita fora"…” http://www.ionline.pt/conteudo/17864-narciso-miranda-disse-socrates-que-nao-queria-nada

Protocolos
comentários recentes
Ainda bem que procurei por ti na internet em geral...
A discussão sobre pagar a saúde de acordo com os r...
Espero que o José Sócrates faça um bom trabalho..
Boa tarde, gostava da vossa opinião.hoje dirigi-me...
EsclarecimentoA notícia é apenas sobre uma propost...
Venho por este meio relatar-vos uma situação que c...
Sou nova nestas andanças, da net (não em anos-57) ...
Obrigada pelos textos que nos deram a ler, a refle...
Estou de acordo com a ideia lançado por vocês impo...
Simplex , simplesmente. convido-os a visitarem o m...
já agora gostaria que observem uma iniciativa empr...
Estava a gostar deste blog...
Uma escrita muito pobre, na generalidade dos casos...
Estou numa dúvida: a oposição não foi eleita para ...
Posts mais comentados
88 comentários
50 comentários
44 comentários
43 comentários
38 comentários
36 comentários
27 comentários
25 comentários
arquivos
pesquisar neste blog
 

As imagens criadas pelo autor João Coisas apenas poderão ser utilizadas em blogues sem objectivo comercial, e desde que citada a respectiva origem.