Por Miguel Abrantes | Sexta-feira, 18 Setembro , 2009, 13:55
E-mail de Luciano Alvarez, editor de política do Público, para Tolentino de Nóbrega, correspondente do jornal da Sonae no Funchal, para dar cumprimento a um "pedido do presidente da república", transmitido pelo seu porta-voz e braço direito, Fernando Lima:

[Clique para aumentar a imagem]

GP a 18 de Setembro de 2009 às 16:12
(Oxalá o Presidente da República peça é muitos editores e revisores ao próximo director do Público.)

Ze dos Reis a 18 de Setembro de 2009 às 16:15
Em nome da C.U.C.A.R. (Comissão de Utentes dos Cafés da Av. de Roma) venho exigir o cabal esclarecimento sobre qual foi o discreto café da av. roma (o português está uma merda, mas melhor que o do e-mail).
Que garantias temos que se um dos nossos associados se sentar na mesma mesa não contraia doença filhadaputó-contagiosa?
Temos o direito a ser informados.



horacio a 18 de Setembro de 2009 às 16:58
Parabéns ao primeiro ministro Sócrates.
Ficámos a saber (como se tivéssemos duvidas) que não brinca em serviço e só se rodeia de profissionais. Este trabalho foi de PRO. Não sei se o seu amigo QUERIDO (sim, esse mesmo, vocês sabem quem é) colaborou na operação ou se foi encomenda aqueles que o deputado Marques Júnior devia fiscalizar.
Num mês conseguiu acabar com toda a informação "travestida".

Já estou a ver o amigo Chavez a citar Portugal como o exemplo a seguir.
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Parabéns ao primeiro ministro Sócrates. <BR>Ficámos a saber (como se tivéssemos duvidas) que não brinca em serviço e só se rodeia de profissionais. Este trabalho foi de PRO. Não sei se o seu amigo QUERIDO (sim, esse mesmo, vocês sabem quem é) colaborou na operação ou se foi encomenda aqueles que o deputado Marques Júnior devia fiscalizar. <BR>Num mês conseguiu acabar com toda a informação "travestida". <BR><BR>Já estou a ver o amigo Chavez a citar Portugal como o exemplo a seguir. <BR><BR class=incorrect name="incorrect" <a>Ps</A> 1: Podiam era ter arranjado uma desculpa melhor para justificar o aparecimento do email na imprensa. Essa do jornalista se ter enganado e enviado para outros órgãos de comunicação social não vende nem na Indonésia. <BR>Já estou a ver o Miguel Abrantes a enganar-se no blog e a publicar do Jamais em vez do SIMplex ... <BR><BR class=incorrect name="incorrect" <a>Ps</A> 2: A escolha do DN para a divulgação da noticia...podia ser menos óbvia. Não foi o DN dado pelo Sr. Sócrates como bom exemplo de imprensa na mesma entrevista em que arrasou os outros dois?? <BR><BR class=incorrect name="incorrect" <a>Ps3</A> : Nixon , lá em cima onde está, deve estar a fartar-se de rir. Nunca esperou ter tantos seguidores.

renato pancrácio a 18 de Setembro de 2009 às 17:00
O comportamento de Lima é inaceitável. Uma VERGONHA! Se o PR supeitava de escutas, devia ter-se queixado a quem de direito, e pedir (discretamente) uma inspecção técnica a Belém. O facto de Lima tentar criar uma bomba merdiática diz tudo sobre os métodos do assessor... Lima para a rua já!

Só espero que Lima tenha agido sem conhecimento de Cavaco. Se, ao invés, o fez a mando do PR, este último terá necessariamente de se demitir! Um PR tem de ser neutro (e sério, ça va de soi...) e não pode estar na génese de bombas que objectivamente prejudicam o PM e o governo.

Terá Cavaco sentido que estava a perder a guerra política com Sócrates e predispôs-se assim a recorrer a métodos baixos?... Aguardemos pelos próximos episódios


Mário Cruz a 18 de Setembro de 2009 às 18:20
Pelos vistos já chegámos aos Tribunais Populares.

Alguém forja um e-mail e esfola-se logo o putativo culpado na praça pública!

Ah não foi forjado? Dizem vocês, mas nesse caso ainda é Pior! Entra-se por um jornal a dentro, qual PIDE, quebra-se o sigilo profissional a que os jornalistas estão sujeitos e publica-se como se o ladrão pidesco merecesse honras de heroi.

Não há asfixia democrática?

Anónimo a 18 de Setembro de 2009 às 19:59
Este email, a ser verdadeiro, é um autêntico atestado de burrice do Lima e dos jornalista do público

“...Vou fazer esta conversa por e-mail e não por telefone porque a situação é tão grave que é melhor não correr riscos de ser escutado...” – e os emails não correm o risco de ser lidos, especialmente se enviados sem ser encriptados?

“...Que precisava de falar comigo hoje de manhã num local discreto. Encontramo-nos hoje às 9 h da manhã num café discreto na avenida de Roma...” - não havia em Lisboa um local mais discreto que a Av. de Roma?

“...O Lima sugeriu-me que tratasse com ele (Lima) desta história por e-mail porque estão com medo das escutas...” – e de preferência sem serem encriptados...

“...Quando acabares de ler o e-mail pudemos falar por telefone...” – deve ser depois das 20h00 e já não está ninguém à escuta!

Numa missão de serviço público informo que quem quiser enviar email de modo a não poderem ser lidos por outros e com a certificação de quem o envia, utilizem um programa chamado PGP (www.pgp.com), que utiliza um sistema de chave pública de encriptação.
Caso não queiram ou possam gastar dinheiro com a compra do programa acima indicado, utilizar TrueCrytp (www.truecrypt.org) que é gratuito.

ricardo nunes a 3 de Outubro de 2009 às 11:44
o truecrypt não serve para cifrar mails, serve para proteger ficheiros, encriptando por exemplo um disco rigido, directorias etc.

para assinaturas e encriptação de mail, será o pgp,ou melhor ainda, o gnupg totalmente software livre, logo de fonte aberta protegendo de eventuais backdoors, o pgp neste momento é fechado, como tal nunca se sabe se não terá uma backdoor da NSA por lá!

de inicio o gnupg foi patrocinado pelo governo alemão, mas desde o 1º minuto que é software livre que segue todos os padrões de segurança.

GM a 19 de Setembro de 2009 às 16:52
Não acredito na veracidade deste email por vários motivos: primeiro pelos motivos ao nível da suposta maior segurança de um email conforme apontado por um dos comentadores anteriores e pela incoerência ao longo do mesmo. Segundo, pelos inúmeros colegiais erros gramaticais que, parto do princípio, não seriam aceitáveis num profissional da comunicação social. Apesar disto, acho ainda mais fantástico como se publicam e alimentam boatos destes sem o mínimo interesse no apuramento dos factos.

Protocolos
comentários recentes
Ainda bem que procurei por ti na internet em geral...
A discussão sobre pagar a saúde de acordo com os r...
Espero que o José Sócrates faça um bom trabalho..
Boa tarde, gostava da vossa opinião.hoje dirigi-me...
EsclarecimentoA notícia é apenas sobre uma propost...
Venho por este meio relatar-vos uma situação que c...
Sou nova nestas andanças, da net (não em anos-57) ...
Obrigada pelos textos que nos deram a ler, a refle...
Estou de acordo com a ideia lançado por vocês impo...
Simplex , simplesmente. convido-os a visitarem o m...
já agora gostaria que observem uma iniciativa empr...
Estava a gostar deste blog...
Uma escrita muito pobre, na generalidade dos casos...
Estou numa dúvida: a oposição não foi eleita para ...
Posts mais comentados
88 comentários
50 comentários
44 comentários
43 comentários
38 comentários
36 comentários
27 comentários
25 comentários
arquivos
pesquisar neste blog
 

As imagens criadas pelo autor João Coisas apenas poderão ser utilizadas em blogues sem objectivo comercial, e desde que citada a respectiva origem.