Por João Paulo Pedrosa | Domingo, 30 Agosto , 2009, 15:51

Este eleitor (...) não vive no médio prazo e sabe que o dano que a direita fará ao já minguado Estado-Providência será desta vez irreversível.

 

[Boaventura Sousa Santos, Visão, Um cidadão comum de esquerda]


Zé dos Santos a 30 de Agosto de 2009 às 16:19
Era melhor perguntarem-se, mas acho que ele também se estava a referir à politica (efectiva) de direita desenvolvida pelo governo do PS (aquele partido que só se lembra da esquerda antes das eleições). Ou será que o código de trabalho elaborado e aprovado pelo PS é de esquerda?

anibal mendonça a 30 de Agosto de 2009 às 18:19
Caro Zé dos Montes, explique lá aqui à rapaziada então o que é um Código do Trabalho de esquerda...

Zé dos Montes a 30 de Agosto de 2009 às 21:07
O código de trabalho cria o chamado banco de horas. Medida que o patrões muito apreciaram por evitar o pagamento de horas extraordinárias. Mas é uma medida muito avançada, permite também aumentar a produtividade mantendo os custos. Como? Os trabalhadores vão trabalhando mais horas que o horário semanal estipulado (não existem contratados trabalhadores suficientes), horas essas que não são pagas vão para o “banco de horas”, logo para quê admitir mais trabalhadores se estes trabalham e o seu pagamento é deferido no tempo. Acha que esta medida deveria alguma vez ser proposta por um partido de esquerda?
A “rapaziada” sabe muito bem o que é um código de trabalho de esquerda, como irão demonstrar em 27 de Setembro. Mas ao Sr. Aníbal Mendonça, que parece desconhecer eu passo a explicar: um código de trabalho de esquerda é um código que defende os trabalhadores, que os protege da exploração, que promove a retribuição justa dos trabalhadores pelo trabalho efectuado, que promove a criação de emprego, ou se quiser uma definição pela negativa não é praticamente nada do que este código de trabalho do PS estabelece.
Leia o que o ministro do trabalho e da segurança do PS, quando estava na oposição, disse quando criticou o código de trabalho do PSD-CDS e multiplique por 10, queé o que se aplica a este código do trabalho do PS.
http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1343245

discomplex a 30 de Agosto de 2009 às 17:27
Não gostando particularmente de Bloco, PS, ou Boaventura (e muito menos de outras forças mais destras)... não me parece (nem me parece que pareça a quem leia neste texto mais do que a citação escolhida) que aqui se esteja a falar com os eleitores do BE... mas sim com a estrutura dirigente do BE... porém, cada qual lê o que quiser e transforma aquilo que lê no que preferir... são óbvias incapacidades.

Zé dos Montes a 30 de Agosto de 2009 às 18:10
Não é este senhor o autor do relatório sobre o estado da justiça que o PS guarda religiosamente? http://www.ionline.pt/conteudo/20321-governo-guarda-avaliacao-da-reforma-penal-ate-s-eleicoes-legislativas

Daniel João Santos a 30 de Agosto de 2009 às 21:46
Com tanto post sobre o Bloco, considero interessante esta dimensão que lhe é dada pelos Socialistas.

Porfírio Silva a 30 de Agosto de 2009 às 22:23
Caro Daniel Santos,
Como suponho que sabe, sempre houve, e há, na área do PS, e dentro do PS, muita gente que entende que os socialistas deviam ter um diálogo mais intenso com outros partidos de esquerda. E isso até já deu os seus frutos. Mas a actual arrogância da direcção do BE contra o PS está virada para retirar espaço a esses socialistas e para dar força, dentro do PS, aos que querem um "bloco central". O BE quer isso, não por interesse pelo país, ou por interesse pela esquerda, mas por puro egoísmo partidário. Esse problema justifica que se dê muita atenção ao Bloco. Para que se perceba que o voto de esquerda nestas eleições é no PS.

anibal mendonça a 30 de Agosto de 2009 às 23:09
oh Daniel, quer um gráfico como resposta à sua pergunta?

Daniel João Santos a 31 de Agosto de 2009 às 13:46
Já me responderam uma vez e com argumentos, o senhor Aníbal escusava de se incomodar com os argumentos que apresentou.

portela menos 1 a 30 de Agosto de 2009 às 23:42
(...) Mas a actual arrogância da direcção do BE contra o PS ... (...)

esta frase foi escrita antes ou depois do presidente da camara de lisboa ter dito que o BE é um partido parasita?

BO a 31 de Agosto de 2009 às 03:04
Porfírio Silva,

Mas o que é isto de "egoismo partidário" em termos políticos e democráticos?!

Porfírio Silva a 31 de Agosto de 2009 às 11:52
"Egoísmo partidário" é, quando há um "dilema moral" entre o bem público e o bem partidário (não coincidem e podemos privilegiar um outro), preferir o sucesso do partido em prejuízo do bem público.
Se não entende a noção de bem público, não entende isto (embora a noção seja complexa).
Se acha que algum partido encarna sempre "todo o bem da nação", também não percebe isto.
Se o BE prefere criar as condições para um bloco central, para crescer à custa do PS, desprezando o significado para o país de um bloco central neste momento, nesse caso o BE está a praticar egoísmo partidário.
É isso tão difícil de perceber?

JoaoLuc a 31 de Agosto de 2009 às 12:17
Ai que medo! Ai que medo!

portela menos 1 a 31 de Agosto de 2009 às 15:56
esta rapaziada do Simplex anda muito, tipo... Carolina!

Protocolos
comentários recentes
Ainda bem que procurei por ti na internet em geral...
A discussão sobre pagar a saúde de acordo com os r...
Espero que o José Sócrates faça um bom trabalho..
Boa tarde, gostava da vossa opinião.hoje dirigi-me...
EsclarecimentoA notícia é apenas sobre uma propost...
Venho por este meio relatar-vos uma situação que c...
Sou nova nestas andanças, da net (não em anos-57) ...
Obrigada pelos textos que nos deram a ler, a refle...
Estou de acordo com a ideia lançado por vocês impo...
Simplex , simplesmente. convido-os a visitarem o m...
já agora gostaria que observem uma iniciativa empr...
Estava a gostar deste blog...
Uma escrita muito pobre, na generalidade dos casos...
Estou numa dúvida: a oposição não foi eleita para ...
Posts mais comentados
88 comentários
50 comentários
44 comentários
43 comentários
38 comentários
36 comentários
27 comentários
25 comentários
arquivos
pesquisar neste blog
 

As imagens criadas pelo autor João Coisas apenas poderão ser utilizadas em blogues sem objectivo comercial, e desde que citada a respectiva origem.