Por Porfírio Silva | Terça-feira, 25 Agosto , 2009, 14:38

O quotidiano i dá uma ajudinha aos fazedores de programa no PSD e lembra que é melhor inventarem uma equação qualquer que consiga meter no mesmo saco tudo o que disseram nos últimos tempos. E, além disso, pede a umas personalidades que avancem sugestões para certas áreas da governação.

No caso da educação, o escolhido para dar um conselho ao PSD é o blogger/professor Paulo Guinote. Aparentemente cheio de brio por tão espantosa oportunidade para contribuir para o bem comum, através da influência que um bom conselho poderia ter no programa de um partido que aspira a governar, ainda por cima numa área tão importante para um país mais desenvolvido e mais justo, escolhe um tiro de mestre. Aponta para o cerne de todo o futuro das aprendizagens que a escola pública tem de proporcionar. Vai ao essencial. Sugere ele: "Revisão do estatuto da carreira docente no sentido de eliminar a divisão da carreira entre professores e professores titulares, ou seja, o restabelecimento da carreira única do professor."

Pessoas assim, com tão claro sentido das prioridades do bem comum, devem estar a ser ouvidas em massa lá nos meandros programáticos do PSD.


Chico a 25 de Agosto de 2009 às 16:29
"Quotidiano" é bonito.
"Todo o dia ela faz tudo sempre igual..." :-)

Zé dos Montes a 25 de Agosto de 2009 às 18:59
O i não é do grupo Lena?
O grupo Lena não está próximo do Grande Lider?

Paulo G. a 26 de Agosto de 2009 às 18:22
Porfírio who?
Espantoso o brio com que lhe deram a oportunidade para ser um voluntário Sócrates2009.


Porfírio Silva a 26 de Agosto de 2009 às 18:39
Depois ainda dizem que "o outro" é que é arrogante. Infelizmente para si, a minha existência não depende da sua autorização. E a sua "técnica" nem sequer me surpreende: conheço bem, mais do que o seu blogue, a respectiva caixa de comentários. Já tive oportunidade de experimentar os métodos que por lá se usam. E de ver a sua complacência para com esses métodos. Se quiser posso lembrar-lhe. É uma pena que haja quem se considere dono de uma classe profissional. E quem tenha da participação cidadã uma visão tão estreita.
Já agora: sou voluntário, sim. Isso espanta-o? Será que só percebe os que são pagos?

Paulo G. a 27 de Agosto de 2009 às 01:54
Caríssimo Porfírio,
Já eu só o conheci agora.
Não foi dos meus melhores momentos deste ano, nem sequer do dia.
Parabéns pela pesporrência.
É um digno voluntário.
Algo calhará em troco, quiçá uns sacos, umas canetas, um tachinho arredondado.

Porfírio Silva a 27 de Agosto de 2009 às 15:49
A educação não é mesmo assunto seu, pois não? (Refiro-me ao ser "bem educado", claro.) Já agora, haverá algo em Freud que explique essa apetência pela conversa dos tachos? Será mera projecção de marcas pessoais na visão dos outros? Ou é apenas para fazer conversa em caixas de comentários? É que se não é nenhuma dessas coisas, não se compreende o a-despropósito.

castro a 27 de Agosto de 2009 às 15:52
O Paulo G. queixa-se do nível da argumentação, mas não consegue ir mais longe do que chamar aos outros corruptos. Para quê tanto ressentimento, homem?

Paulo G. a 27 de Agosto de 2009 às 16:35
Chamei corrupto a...?

castro a 27 de Agosto de 2009 às 17:11
'Corrupto', 'oportunista', 'vendido', o Paulo que indique o melhor adjectivo para qualificar a sua conversa do "tachinho arredondado".
Só o Paulo G. é que escreve por amor às causas, não é? Nada de interesses mesquinhos, nada de oportunismos individuais, tudo é interesse puro em nome desse grande umbigo (e se calhar é, como imagina estou a ironizar, porque ao contrário do que escreve, eu acho que as pessoas podem defender posições independentemente dos "tachos").

Paulo G. a 27 de Agosto de 2009 às 20:41
Oportunista, será o melhor dos três que me disponibiliza.
Não, não sou o único.
Nem sequer afirmei tal coisa.

Paulo G. a 27 de Agosto de 2009 às 17:16
Qual é a sua noção de "bem comum"?
Encobrir as perdas do BPN com dinheiros públicos e tomar conta do BCP?

Professor B a 28 de Agosto de 2009 às 17:51
Caro Sr. Porfírio,
Efectivamente desmanchar "a injustiça" do primeiro concurso de 2007 para titular e dos que para aí vieram ou virão é caminhar para um país mais justo e desenvolvido. Só uma visão terceiro mundista se lembraria de um modo aleatório premiar competentes e incompetentes como se de um bingo se tratasse.Se não acredita vou lhe dar um ex. de um caso real: B, congelado no 9º escalão, Prof. há 30 anos, 135 p, 4º + pontuado da escola. Não é titular. Formação: 5 anos licenciatura; 2 anos estágio com formação em C. Pedagógicas; uma pós-graduação e a concluir mestrado. B continua a ter cargos de responsabilidade pois é considerado competente para tal. B não é caso único e anseia pela reposição da justiça. Ouviu bem: Justiça. Um país desenvolvido premeia o mérito e deve-o acarinhar. Não da forma como este governo o fez: uma espécie de totoloto. Mais, num país desenvolvido não seriam necessários Paulos Guinotes, que dão a cara por todos nós. Eu o professor B poderia em liberdade, ouviu bem, em liberdade, revelar o meu nome. Paulo Guinote escreve bem (ciúme?) e Paulo Guinote falando em nome da justiça (a verdadeira) tem o respeito (dor de cotovelo?) dos professores de todos os quadrantes políticos (note-se que já devem existir mto poucos profrs. PS).

alebana a 28 de Agosto de 2009 às 18:18
Obrigado Professor B por falar em nome de quase todos nós, também Professores!

Sofia Providência a 28 de Agosto de 2009 às 22:36
Também eu agradeço ao Professor B que falou em nome de todos nós professores.
Podem fazer o pino e outras acrobacias, oferecer bananas ou plasmas... Falarem mal dos outros partidos, apesar da melíflua e fátua verborreia com que comprazem o seu ego. Já decidi: NÃO VOTO PS.

Protocolos
comentários recentes
Ainda bem que procurei por ti na internet em geral...
A discussão sobre pagar a saúde de acordo com os r...
Espero que o José Sócrates faça um bom trabalho..
Boa tarde, gostava da vossa opinião.hoje dirigi-me...
EsclarecimentoA notícia é apenas sobre uma propost...
Venho por este meio relatar-vos uma situação que c...
Sou nova nestas andanças, da net (não em anos-57) ...
Obrigada pelos textos que nos deram a ler, a refle...
Estou de acordo com a ideia lançado por vocês impo...
Simplex , simplesmente. convido-os a visitarem o m...
já agora gostaria que observem uma iniciativa empr...
Estava a gostar deste blog...
Uma escrita muito pobre, na generalidade dos casos...
Estou numa dúvida: a oposição não foi eleita para ...
Posts mais comentados
88 comentários
50 comentários
44 comentários
43 comentários
38 comentários
36 comentários
27 comentários
25 comentários
arquivos
pesquisar neste blog
 

As imagens criadas pelo autor João Coisas apenas poderão ser utilizadas em blogues sem objectivo comercial, e desde que citada a respectiva origem.