Por Vera Santana | Sexta-feira, 14 Agosto , 2009, 20:44

Se eu fosse Primeira Ministra teria usado da minha tribuna para falar ao País, no mesmo dia, do aumento do crescimento económico e do aumento do desemprego. Teria falado hoje ao fim da manhã, aquando do conhecimento público dos dados do INE relativos ao desemprego.

 

Por que razão o não fez o nosso Primeiro Ministro? Ao usar da palavra, ontem Quinta-feira ao fim da manhã, para falar do 1º facto, e ao não ter usado (que eu saiba) hoje - ainda - da palavra para falar do 2º facto, o Primeiro Ministro deixou o campo aberto para os líderes das oposições se encarregarem do discurso sobre o desemprego e transmitirem a dupla ideia, perante o País, de serem as Oposições quem se preocupa com os desempregados e de serem o Primeiro Ministro e o seu Governo os responsáveis pelo aumento do desemprego.

 

Ora essa dupla ideia transmitida pelas Oposições é uma dupla mentira. O desemprego não é imputável tout court aos poderes políticos e, inversamente,  as medidas de protecção aos desempregados têm sido uma preocupação constante deste Governo.

 

Dirão tratar-se de uma questão secundária, de mero marketing político...  


Francisco Cavaco a 14 de Agosto de 2009 às 21:48
E o crescimento pode com investimento público mas a pergunta que deixo é sera sustentável ?

ruy a 14 de Agosto de 2009 às 22:29
" 7,1% de taxa de desemprego são a marca de uma governação falhada e de uma economia mal conduzida", disse Sócrates, na campanha eleitoral de 2005.

Daniel João Santos a 14 de Agosto de 2009 às 22:40
Por acaso falou em directo para as televisões eram 13 horas.

Vera Santana a 15 de Agosto de 2009 às 01:30
Obrigado pela informação, Daniel. Nas rádios (que eu ouvi) a intervenção do Primeiro Ministro sobre o desemprego não passou, ao contrário do que aconteceu ontem com o discurso do Primeiro Ministro sobre o aumento do PIB, repetido durante todo o dia.

No entanto, continuo a defender que os dois factos poderiam ter sido falados numa só intervenção do Primeiro Ministro. Porque a ligação entre ambos é estreita mas não coeva. Porque ambos acontecem num contexto económico particular, bem diferente do contexto de 2005.
Porque um discurso único e articulado, a explicar "2 em 1", teria dado segurança aos Portugueses, teria evidenciado que o Governo do Partido Socialista domina as questões económicas e as que delas derivam e, last but not least, que o Governo apoia objectivamente os desempregados e demonstra esse apoio em momentos de aumento do número de desempregados de unidades de produção insolventes, falidas ou que viram chegar ao fim um ciclo de exportações, por via da recessão mundial.


Miguel Souza a 15 de Agosto de 2009 às 00:23
E eu uso da palavra para não referir o 2ºfacto , porque ao esquecer o 1º facto omiti a importância de não ignorar o outro facto.
Você escreve muito bem. Muito claro.

Vera Santana a 15 de Agosto de 2009 às 15:11
Miguel Souza,

Li 3 vezes a sua frase críptica. Julgo ter entendido. Et pourtant ...

Mário Cruz a 15 de Agosto de 2009 às 01:06
Parece óbvio que o Sr. Sócrates falou na quinta porque já sabia as más noticias que ia ter na sexta. Tem todos os defeitos mas é um rapaz bem informado!!

Anónimo a 15 de Agosto de 2009 às 02:33
Sócrates falou nos dois momentos...


falou esta sexta-feira pela hora de almoço... ocasião em que inaugurava uma fábrica na beira interior...

http://is.gd/2gJaN

Ricardo Martins
http://twitter.com/rfam

Vera Santana a 15 de Agosto de 2009 às 12:31
Caro Anónimo,

Agradeço o link. Vi o video e acho que o Primeiro Ministro falou bem, foi claro e conciso.

De qualquer modo, mantenho a "essência" da minha opinião/posição: teria sido melhor uma Conferência de Imprensa (uma única) para abordar em conjunto as duas questões, aumento do PIB e aumento do desemprego.

Cumprimentos (enviar cumprimentos a alguém anónimo é um pouco estranho . . . )

Vera Santana

josé a 15 de Agosto de 2009 às 03:31
- O desemprego não é imputável aos poderes políticos?
- Só as diminuições...
- E o crescimento económico é?
- Só os aumentos...

Vera Santana a 15 de Agosto de 2009 às 11:07
José,

Está escrito no post:

"O desemprego não é imputável tout court aos poderes políticos".

Cumprimentos,

Vera Santana

Caty Waves a 15 de Agosto de 2009 às 04:17
Portugal é, simultâneamente , dos que sairam da recessão mais depressa e dos que aumentaram menos o desemprego..juntamente com os motores França-Alemanha ! Fruto de políticas aceitáveis no combate ao Desemprego foi impedido que o resultado podería ter sido muito pior se nada fosse feito. M

ais nenhum país da União conseguiu estes feitos: Sair 1º da Crise e dos menores aumentos do Desemprego na zona Euro.
Da parte da Oposição, o seu comportamento e as suas reações já se tornaram demasiado previsíveis..não se espera outra coisa senão apoucar ao máximo possível, justa ou injustamente.
A Oposição é um déjà-vu ".

Francisco Cavaco a 15 de Agosto de 2009 às 10:22
Quem perdeu o emprego deve estar radiante por o desemprego ter crescido um pouco mais lentamente do que no estrangeiro.

Vera Santana a 15 de Agosto de 2009 às 12:24
Concordo consigo, Francisco. Perder o emprego ou não ter trabalho é uma das situações mais desestruturantes para um ser humano. Como o é a precariedade no trabalho.

Francisco Cavaco a 15 de Agosto de 2009 às 14:14
Vera é um pesadelo ficar sem emprego é a única coisa que tenho medo.

josé Vladimiro a 15 de Agosto de 2009 às 12:35
"Se eu fosse Primeira Ministra"... dá que pensar!...

Vera Santana a 15 de Agosto de 2009 às 15:09
Pretentious, não é?

Objectivo: feminizar a esquerda, no discurso . . .

josé Vladimiro a 15 de Agosto de 2009 às 17:47
Muito pedagógico e nada pretencioso!

Protocolos
comentários recentes
Ainda bem que procurei por ti na internet em geral...
A discussão sobre pagar a saúde de acordo com os r...
Espero que o José Sócrates faça um bom trabalho..
Boa tarde, gostava da vossa opinião.hoje dirigi-me...
EsclarecimentoA notícia é apenas sobre uma propost...
Venho por este meio relatar-vos uma situação que c...
Sou nova nestas andanças, da net (não em anos-57) ...
Obrigada pelos textos que nos deram a ler, a refle...
Estou de acordo com a ideia lançado por vocês impo...
Simplex , simplesmente. convido-os a visitarem o m...
já agora gostaria que observem uma iniciativa empr...
Estava a gostar deste blog...
Uma escrita muito pobre, na generalidade dos casos...
Estou numa dúvida: a oposição não foi eleita para ...
Posts mais comentados
88 comentários
50 comentários
44 comentários
43 comentários
38 comentários
36 comentários
27 comentários
25 comentários
arquivos
pesquisar neste blog
 

As imagens criadas pelo autor João Coisas apenas poderão ser utilizadas em blogues sem objectivo comercial, e desde que citada a respectiva origem.