Por Mariana Vieira da Silva | Quinta-feira, 13 Agosto , 2009, 17:58

 Miguel Frasquilho ao Diário Económico de hoje: 

"Se tivermos um número (de crescimento do PIB) bastante abaixo da média europeia, não pode ser só culpa da crise". 

 

É de enviar os números para S. Caetano à Lapa, ao cuidado do Senhor Deputado Frasquilho, para ver se, finalmente, alguém por lá os comenta: PIB da Zona Euro cai -0,1% e o PIB Português sobe 0,3%.

tags:

JPP a 13 de Agosto de 2009 às 18:17
Estes dados só vêm demonstrar a fraqueza da nossa economia. Apesar de todo o investimento público e aumento de despesa por parte do governo a economia continua a cair 3,7% Afinal de contas as políticas de Keynes não funcionam. Com a agravante do aumento do endividamento público. E não nos esqueçamos dos juros que estão historicamente baixos. Quando a taxa de juro voltar aos valores normais Portugal irá sofrer um colapso económico com a taxa de default a chegar perto dos 40%. O governo terá de aumentar os impostos para pagar os juros da dívida pública. Em 2010 logo verão os resultados desta política desastrosa por parte de José Sócrates.

Ricardo Ferreira a 13 de Agosto de 2009 às 19:53
JPP, coloco as iniciais, porque duvido muito que seja o conhecido Pacheco Pereira.

Li num post deste blog,um comentário seu que o facto de Portugal estar a divergir da Europa desde 2001, independentemente dos respons+áveis, era um problema sério. Concordo plenamente consigo.

No entanto, e este dado em nada mostra uma tendência, vejo que perante o mesmo dado de Portugal, ter crescido mais que a zona Euro, o JPP, vem dizer que afinal, o crescimento, em contra-ciclo com a Europa, vem desmonstrar a fraqueza da nossa economia... Não percebo. Gostava que explicasse melhor...

Outro ponto:

Referiu que as políticas baseadas em Keynes não resultam.
Então, não foi a maior potência mundial que quando se viu a braços com a maior crise de sempre, recorreu a Keynes e cimentou a sua liderança mundial?

Podia igualmente explicar este facto..?

Obrigado.

JPP a 13 de Agosto de 2009 às 21:22
Eu acho é que este suposto crescimento é muito frágil, isto apesar das infusões de liquidez feitas pelo estado no mercado, o aumento das despesas públicas, o efeito dos estabilizadores automáticos, aumento de 2,9% dos funcionários públicos, etc... Estes dados demonstram que mesmo com todas estas medidas a economia continua a decrescer, ainda que a um menor ritmo. Nesse sentido, estou expectante pelos dados dos últimos trimestres de 2009 e de 2010. Em 2010 é que veremos se as políticas baseadas em Keynes como a descida dos juros, o aumento da despesa pública, quantitative easing, etc... A meu ver e tendo em conta tudo o que já foi feito pelos governos para mitigar os efeitos da crise, seriam de esperar resultados melhores. Além disso, temos de ter em conta o impacto temporal limitado destas políticas. O que conta é o crescimento económico obtido em condições ditas normais, ou seja, sem pacotes de estímulo e com as taxas de juro a valores aceitáveis. Aí sim veremos se estas políticas tiveram sucesso. Estes resultados que estamos agora a ver são a consequência de políticas contra-cíclicas com um horizonte temporal limitado e que por isso, não podem ser extrapoladas como indicadores de uma verdadeira retoma.

Já agora, não se esqueça da bolhas do imobiliário comercial que se espera que repente no Outono. São 3.4 triliões de dólares!

Protocolos
comentários recentes
Ainda bem que procurei por ti na internet em geral...
A discussão sobre pagar a saúde de acordo com os r...
Espero que o José Sócrates faça um bom trabalho..
Boa tarde, gostava da vossa opinião.hoje dirigi-me...
EsclarecimentoA notícia é apenas sobre uma propost...
Venho por este meio relatar-vos uma situação que c...
Sou nova nestas andanças, da net (não em anos-57) ...
Obrigada pelos textos que nos deram a ler, a refle...
Estou de acordo com a ideia lançado por vocês impo...
Simplex , simplesmente. convido-os a visitarem o m...
já agora gostaria que observem uma iniciativa empr...
Estava a gostar deste blog...
Uma escrita muito pobre, na generalidade dos casos...
Estou numa dúvida: a oposição não foi eleita para ...
Posts mais comentados
88 comentários
50 comentários
44 comentários
43 comentários
38 comentários
36 comentários
27 comentários
25 comentários
arquivos
pesquisar neste blog
 

As imagens criadas pelo autor João Coisas apenas poderão ser utilizadas em blogues sem objectivo comercial, e desde que citada a respectiva origem.