Por José Reis Santos | Quarta-feira, 12 Agosto , 2009, 21:06

Em Setembro de 1942 Salazar assumiu as responsabilidades da condução do difícil processo de construção da lista de 90 nomes. A acreditar no relato de Franco Nogueira, o Presidente do Conselho está «emagrecido, as feições estão marcadas, o rosto macilento e afilado, a face encovada, e o cabelo está agrisalhado». Não, não o confundam com outra senhora.

A feitura de listas, ao contrário do que se possa pensar, foi um processo complicado. No total, e para os 90 deputados finais, foram indicados – nos diversos passos do processo - cerca de 250 nomes. E estes provinham de diversas fontes, pessoais e institucionais. O Presidente da Assembleia Nacional, da Legião Portuguesa e da União Nacional apreciaram o trabalho dos deputados de 38-42, e sugeriram que fulano A ficasse e sicrano B saísse. Foi o primeiro filtro. Depois, houve diversas indicações «pessoais», originadas no ciclo íntimo do Presidente do Conselho; negociações com a Causa Monárquica e com outras facções do regime. Por fim, e depois de «ouvir», decidiu tudo sozinho. À boa maneira autoritária-conservadora (estou a ser politicamente correcto). E não, não o voltem a confundir com outra senhora.

Bem sabemos como a arte de construir listas para lugares de eleição política pode ser complexa, mas há coisas que não mudam mesmo. Há quem oiça e respeite as estruturas e as indicações do Partido; há quem prometa ouvir e acabe por intervir de forma ditatorial e autoritária. E agora já não sei se me estou a referir a esta senhora ou à outra.

 

[também publicado na Sábado]


Caty Waves a 12 de Agosto de 2009 às 21:21
Para quem precisar de um 'complemento solidário' de Salazarismo estes 2 videozinhos são mesmo recomendáveis. No Terceiro e último basta apenas trocar o nome da 'sogra' e por 'a feia leite':

VÍDEO 1 - http://www.youtube.com/watch?v=hqNMRvOfJkU

VÍDEO 2 - http://www.youtube.com/watch?v=SzlxmSrTKkA

VÍDEO 3 - http://www.youtube.com/watch?v=HqkU_5AIR3U

Daniel João Santos a 12 de Agosto de 2009 às 21:49
tenho duvidas sobre a baixa politica que passou na Sábado.

Vera Santana a 12 de Agosto de 2009 às 23:26
Caro Daniel Santos,

Se tem dúvidas, esclareça-as ou peça esclarecimentos. Se duvida das dúvidas que tem, dispense os frequentadores deste blogue de as lerem.

Política baixa é a que acusa outrem de baixa política, não obstante ter dúvidas e duvidar das próprias dúvidas.

Cumprimentos,

Vera

Daniel João Santos a 13 de Agosto de 2009 às 11:32
Eu até respondia, como forma de cortesia, mas não me lembro de ter falado com a Vera.

A mim sempre me ensinaram a não me meter na conversa dos outros.

Por respeito a alguns autores deste blogue, que leio sempre com interesse, penso que é melhor eu não dizer mais nada.


Vera Santana a 13 de Agosto de 2009 às 18:15
Daniel,

Assunto: qul é o melhor formato de blog colectivo?

Sendo um media relativamente recente, está por fazer a NETiqueta para os blogues colectivos. A transposição de regras de cortesia do mundo real para o virtual não é imediata nem directa. Precisa de adaptações.

No entanto, parece-me que um blog (ou blogue) colectivo pode funcionar como uma tertúlia aberta na qual todos - autores e participantes - podem intervir e referir-se a qualquer intervenção, seja post seja comment.

Pode, porém, entender-se que cada interveniente só pode/deve referir-se ao post de autor.

No primeiro caso, obtém-se uma discussão no decurso da qual se faz um brainstorming gigante, correndo-se o risco de perder os fios das meadas. No segundo caso, é mais fácil segurar o fio da meada, põe-se de parte a ideia de um grande brainstormimg e obtém-se uma discussão mais focalizada.

Fico a aguardar ideias e resposta(s) sobre a questão: "qual é o mehor formato?"

Cumprimentos,

Vera

Daniel João Santos a 13 de Agosto de 2009 às 19:47
Antes de passar a uma discussão focalizada sobre o assunto do post, apenas considero interessante que os comentários seguintes ao meu não tenham tido a mesma resposta.

Fiquei com uma ligeira duvida. Se se pode falar de tudo, muitas vezes faltando perdendo-se o fio da meada, não percebo a "dispense os frequentadores deste blogue de as lerem"?

Pensei que fosse um blogue aberto com gente capaz de responder a qualquer afirmação.

Agora a focalização que merece o texto.

Parece-me a todos os níveis de muito mau gosto que se compare alguém com Salazar ou com o anterior regime.

Embora não tendo vivido esse tempo, era demasiada novo, dizer que lideres de um partido rival são Salazaristas é mau e insultuoso.

A Vera não concorda que era melhor argumentos e discussão sérias do que este tipo de insultos?

Vera Santana a 14 de Agosto de 2009 às 13:10
Caro Daniel,

1. Quanto ao formato do blog, não está estabelecido se é mais aberto ou mais fechado.

2. Quanto à minha frase "dispense os leitores de lerem as suas dúvidas" quis dizer que, se alguém levanta dúvidas, deverá identificá--las e fundamentá-las e não atirá-las para o ar. Mantenho a minha perspectiva. E acrescento: a 12 de Agosto, o Daniel "amandou" para o ar a frase "tenho dúvidas" e só depois do meu comentário - e já no dia13 - se deu ao trabalho de explicitar e fundamentar essas dúvidas.

3. Quanto ao texto "postado" por José Reis dos Santos, a minha leitura incidiu sobre um certo vazio de programa e um certo desnorte do PSD em 2009 - que me parecem visíveis - aos quais se soma, no PSD, uma forma autoritária de elaboração de listas de candidatos.

4. A comparação histórica feita pelo autor focalizou os aspectos por mim indicados no ponto anterior.

5. Ora, os comportamentos autoritários verificam-se em regimes autoritários mas também em regimes democráticos.

6. Num regime autoritário, os comportamentos autoritários de quem tem poder não podem ser criticados.

7. Pelo contrário, um comportamento autoritário levado a cabo num regime democrático, pode e deve ser evidenciado e criticado. Foi o que o autor fez, mostrando, assim, dois aspectos: que o comportamento do PSD foi autoritário e que estamos numa democracia.

5. Não se pode, por conseguinte, dizer que há um comparação subliminar entre o Estado Novo e a actual Democracia.

6. Há, sim, no texto, uma equivalência entre comportamentos autoritários, distantes no tempo (mais de 50 anos medeiam um e outro).

7. Posso acrescentar que a minha experiência dentro do Partido Socialista diz que, mesmo que um lider de um cúpula partidária queira ter um comportamento autoritário, em última análise as bases vencem pelo exercício da democracia intra-partidária. Claro que dá trabalho. Mas o exercício da democracia é muito trabalhoso!

Saudações,

Vera Santana

Daniel João Santos a 14 de Agosto de 2009 às 14:46
Vera,

Entendi tudo o que escreveu, mas não sei se o autor do escrito foi por esse caminho. Tivesse o autor do texto tido a capacidade de explicar o ponto de vista como a Vera fez e não teríamos segundas interpretações.

Continuo no entanto a achar que o enfatizar da "outra senhora" passa um pouco além da ironia.

De qualquer forma,

os meus cumprimentos.


Carlos Cidrais a 12 de Agosto de 2009 às 22:24
voces estao cada vez piores.
que falta de respeito, que vazio de argumentos(?), que atentado a inteligencia.
se antes tinha a certeza que nao votava PS nestas eleicoes, agora interrogo-me porque alguma vez votei.
ganhem juizo.

josé Vladimiro a 12 de Agosto de 2009 às 22:32


Ver um Salazar na Manela e não ser capaz de reconhecer o mesmo autoritarismo no Chefe Pinto de Sousa, - o Grande Engenheiro da Covilhã-, diz muito do seu autor!

Cegueira, obstinação, ódio e falta de lucidez!

Protocolos
comentários recentes
Ainda bem que procurei por ti na internet em geral...
A discussão sobre pagar a saúde de acordo com os r...
Espero que o José Sócrates faça um bom trabalho..
Boa tarde, gostava da vossa opinião.hoje dirigi-me...
EsclarecimentoA notícia é apenas sobre uma propost...
Venho por este meio relatar-vos uma situação que c...
Sou nova nestas andanças, da net (não em anos-57) ...
Obrigada pelos textos que nos deram a ler, a refle...
Estou de acordo com a ideia lançado por vocês impo...
Simplex , simplesmente. convido-os a visitarem o m...
já agora gostaria que observem uma iniciativa empr...
Estava a gostar deste blog...
Uma escrita muito pobre, na generalidade dos casos...
Estou numa dúvida: a oposição não foi eleita para ...
Posts mais comentados
88 comentários
50 comentários
44 comentários
43 comentários
38 comentários
36 comentários
27 comentários
25 comentários
arquivos
pesquisar neste blog
 

As imagens criadas pelo autor João Coisas apenas poderão ser utilizadas em blogues sem objectivo comercial, e desde que citada a respectiva origem.